02/08/2020 às 03h20min - Atualizada em 02/08/2020 às 03h20min

“CONVIDÃO, VAI SER DE IGUAL OU MAIOR QUE O MENSALÃO E O PETROLÃO.”

Ricardo Assis. Foto:Arquivo Pessoal
Até “rimou”, a PGR- PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA e a POLÍCIA FEDERAL, em franca atuação em todo o Brasil, no combate aos desvios das verbas públicas, enviadas pelo Governo Federal, para os Estados e Municípios, conforme decisão “espúria” e equivocada do “Esse te efe” STF – SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, que outorgou poderes exclusivos a estes, para o combate ao covid-19 no Brasil, mostrou ser equivocada, diante das várias operações das policiais federais... 

Nota-se que as operações da Polícia Federal, versam sobre desvios de dinheiro público federal, de equipamentos e remédios, superfaturamentos na compra e aquisição de materiais destinados ao combate ao Covid, e essas operações foram mais realizadas em Governos ditos de esquerdas, como no Rio de janeiro, do Governador WINTZEL, São Paulo do DORIA, Pará dos BARBALHOS, Ceará do CAMILO SANTANA, Bahia do RUI COSTA, Piauí do WELLINGON DIAS, Amazonas do WILSON MIRANDA, Pernambuco do PAULO CÂMARA e dentre estes, também no Estado do Amapá, com as operações “vírus infectio” no GEA e “fiel da balança” na PMM, que por coincidência, causou uma crise “existencial” e “desarmonia” devido, a uma tal suposta “queimação” de imagem ou destruição da biografia política de alguém”. Só sei que alguns, não mais, frequentam os mesmos espaços e palanques em eventos públicos.

Dos Recursos enviados do Governo Federal aos Governadores e Prefeitos, beiram à centena de “BILHOES,” e em apuração preliminar dos desvios destas verbas públicas federais, conforme informações contidas, diz que o desvios já ultrapassam a casa do R$1,5 “BILHÃO E MEIO” e que certamente os valores desviados, chegará a casa de vários “BILHÕES”. Segundo fontes públicas jornalísticas e dados da PGR e PF. O desvio de dinheiro no MENSALÃO foi estimado em mais de R$141 MILHÕES e no PETROLÃO em mais de R$6 BILHÕES, estima-se em valores suspeitos atualizados da corrupção do Covid, em mais de R$2.7 BILHÕES e que podem chegar à mais de R$10 BILHÕES, aliados aos desvios na saúde pública, em apuração de mais de R$14,5 BILHÕES. Diante do volume de dinheiro público desviados, não resta dúvidas que o “CONVIDÃO” SERÁ UM DESCALABRO no quantitativo do desvio pela roubalheira e corrupção pública, de gestores municipais e estaduais. Cabe ainda dizer, as “INDENIZAÇÕES” que provavelmente serão pagas pela “viúva” (Governos Estaduais e Municipais), que terão, que arcar com ônus de indenizar os familiares das pessoas que foram erroneamente incluídos, como causa da morte nos atestados de óbitos, por covid-19 e restou posterior ser negativo a causa da morte por essa doença, vai aumentar mais as despesas públicas... Não resta dúvidas, que o descalabro e roubalheira, atinge de morte a população, que percebeu que remédios foram retidos ou escondidos, que medidas mostraram serem ineficazes por pura incompetência, negligência ou ganância, e o mais “hediondo” foi a roubalheira desenfreada em todo país das verbas públicas federal, para combater o covid-19. É IMPORTANTE TER PUNIÇÃO EXEMPLAR, CONTRA QUEM DE FORMA HEDIONDA SE APROVEITA DE UMA PANDEMIA PARA ENRIQUECER...

Só nos resta, rogar a Deus, para nos abençoe e proteger dos políticos e gestores gananciosos e inescrupulosos, que se locupletaram com o dinheiro público. As eleições estão próximas!!!




Ricardo Assis 
Advogado com 26 anos de atuação,  no Estado do Amapá, formado pela UFPa, Mestre em Direito trabalhista e especialista em Direito Civil
Relacionadas »
Comentários »