02/08/2020 às 03h56min - Atualizada em 02/08/2020 às 03h56min

Carlos Lobato

Carlos Lobato Foto:Arquivo/Pessoal.
 
 
 Lula X Moro
Mesmo fazendo mistério sobre sua participação no pleito de 22, Lula não perdeu o bonde no twitter e desancou pra cima de Moro: Eu queria ver o Moro candidato. Queria ver ele em um debate. Convidei ele pra debater comigo e ele fugiu...,
 
 Lula X Moro II
Ato contínuo, Lula aprofundou na crítica: “Não tinha coragem de me olhar nos olhos nem quando vestia a toga. Imagina agora. Fez parte de um jogo sujo que acabou sujando a história do judiciário brasileiro”, arrebatou.
 
 Teimosia
Base familiar do MDB – os Borges, vivem inquietação dolorosa com a insistência de Gilvam Borges em sua candidatura a prefeito de Macapá. Avaliam que Dílson Borges, em alta como pré-candidato em Santana, tem mais densidade eleitoral que o velho cacique, podendo ganhar o pleito eletivo. Gilvam, tá nem aí...,
 
 Tempo, tempo, tempo
O candidato do Rede, RuBem Bemerguy, moldou a semana política cobrando Clécio Luiz a se posicionar sobre quem deverá apoiar e, se for Josiel/DEM, que se mude de “mala e cuia” para os braços da direita..., vive outro drama eleitoral: o partido terá 4 segundos para inserções de rádio e televisão. Muito pouco para a reconhecida timidez de RuBem...,
 
 Galvanizando
O senador Lucas Barreto/PSD reuniu a nominata de vereadores do partido para anunciar apoio pessoal e da legenda a Josiel Alcolumbre. Dado momento, o senador Flávio Bolsonaro, em vídeo chamada, anunciou, também, o seu apoio e de sua família a Alcolumbre. 28 pretendentes à vereança presenciaram o dito.
 
 Galvanizando II
Quem insistia de que Bolsonaro não iria apoiar Josiel, pode ter caído da rede, pois pelo dito do filho, o capitão já comanda pelotão na tropa de choque do irmão de Davi...
 
 Infernizando
Militância do Rede que ainda acreditava num “meia volta, volver” de Clécio, decepcionada, joga as fichas numa coalizão que possa formatar uma frente com PSB, PSOL, PC do B e Cidadania. RuBem topou e promete lançar um manifesto durante a semana.
 
 Polarizando...,
Já existem analistas e cientistas políticos que reconhecem ter uma tendência de polarização entre os pré-candidatos Capiberibe/PSB e Josiel/DEM. A tese se reforça quando, em roda de prosa se pergunta “Quem você acha que será o próximo prefeito de Macapá?”. Seus nomes são os mais citados. Só falta combinar com o patrão – o eleitor!
 
 Polarizando II
Cirilo Fernandes/PRTB, com um cesto de 45 mil votos em 2018, agora pré-candidato à PMM, tem dito que não escolhe opositor para enfrentar no 2º turno das eleições. Convicto de que terá sucesso nas urnas, não esconde de ninguém seu entusiasmo.
 
 Pandemia e a matemática
Os indicativos sobre a economia em tempos de covid19 mostram que o volume de vendas no varejo no mês de maio/2020 ficou em 54% - índice que vai de 0 a 100. Nos anos de 2015 e 2016, anos da aguda crise econômica, esse mesmo indicador ficou em 92% e 70% respectivamente. Moral da história: o lastro da desgraça é bem maior que o Titanic.
 
 Canudo na mão
O Estado do Amapá já tem 22% de sua população com ensino superior completo/incompleto. Entretanto, ainda há supremacia dos brancos – 10,7 X 9.8, no quesito “anos de estudos”, em relação a negros e pardos..., é a cara da cara da nação!
 
 Reforço na formatação
Alzira Nogueira, mestre em sociologia e com forte atuação nas lutas das mulheres e da população negra é quem vai coordenar a construção do plano de governo de Paulo Lemos à PMM. Cristina Baddini, mestre em engenharia de transportes e professora da Unifap é outra mulher que soma competência na afiada equipe de Lemos. Na sua vice, Lorena Quintas/PC do B, fecha o triunvirato de especialistas.

 
Papos & potocas
Economista e professor universitário Antônio Teles, o Telinho, tem reclamado que depois que curou o covid19, a sequela foi uma lerdeza no raciocínio lógico, perdendo um pouco do “insight”.

Qual o caminho político de Waldez? Pergunta que tem inquietados muitos corações & mentes, como gosta de falar a ex-senadora Heloísa Helana.

Se apoiar Josiel, não terá seu apoio em 22, pois Davi tentará a reeleição ao senado...

Há que afirme que Góes deverá ficar até o fim de seu mandato.

Se não renunciar para concorrer a cargo eletivo em 22, seu vice, Jaime Nunez/PROS, terá que fazer valer seu plano B.

Guerra política entre Rede X Clécio promete ser mais alongada que temporada da Netiflix...

O PRF Haroldo Iran, o preferido dos bolsonaristas mais radicais, avalia sair candidato a prefeito de Macapá. Problema pode ser a falta de legenda.

Presidente da ALAP, deputado Kaká Barbosa, não esconde de ninguém que seu filho, o advogado João Barbosa, vai brigar por uma vaga na CVMM. O partido é o PL. 

 É o que há!




Carlos Lobato
Advogado, jornalista e radialista
Leia Também »
Comentários »