16/08/2020 às 00h30min - Atualizada em 16/08/2020 às 00h30min

100 mil mortes

Paulo Rebelo. Foto: Arquivo Pessoal.

A RESPEITO das 100 mil mortes pela COVID-19 veiculadas exaustivamente pela GLOBO e "comemoradas" pelo esquerdista como sendo BOLSONARO, o cara responsável.

O INTERESSANTE é que a esmagadora maioria dos comentários não fala absolutamente nada sobre a tragédia que se abateu sobre o BRASIL, no tocante à muitas famílias destruídas, sequer lamentando ou manda-lhes sinceras condolências, preferindo o patético discurso político sobre de quem é a culpa da epidemia da COVID-19 no país.

A compungência aqui pelas 100 mil mortes não é verdadeira.

Ninguém aqui se deu conta da desgraça que ocorre. Ninguém parece ter adoecido gravemente, senão não estaria dizendo tanta insensatez e grosseria e até ofensas pessoais.

A falta de respeito pelos mortos, os enlutados, os gravemente internados e os ainda sequelados é visível aqui e na mídia.

A maioria deveria recolher-se à sua crassa ignorância sobre um tema tão complexo.

Há muito tempo Dráuzio Varella deixou de ser médico atuante. Não é mais referência na classe médica. Faz bem o seu papel de escritor, repórter e jornalista.

Eu trabalho no front da COVID-19, atendendo idosos e portadores de doenças como a hipertensão, diabetes, pneumpatas, doenças auto imunes, enfim, quem mais deveria ser protegido e agora, surpreendentemente, os sequelados física e mentalmente. Estou impressionado, pois jamais havia testemunhado algo parecido na minha vida médica. É um cenário de guerra.

Princípios básicos de prevenção de transmissão de qualquer doença infecto-contagiosa foram desrespeitados pelo povo e são até hoje.

Isso é diferente do conhecimento acumulado. De um modo geral, os médicos seguiram um caminho que se mostrou acertado. Na falta de comprovação científica, a ciência optou pela medicina da benevolência; façamos o que há disponível, ainda que as evidências científicas sejam fracas. Onde está o erro? Nenhum.

A falta de atenção com a própria saúde, a desconsideração pelo próximo e o verdadeiro desprezo às leis coletivas causaram a explosão da COVID-19 no Brasil e não, o grosso, desequilibrado e limitado intelectualmente BOLSONARO.

Não aceitar isso é ignorância, ingenuidade ou pura má fé, principalmente, da esquerda "burguesa", que de humanitária é apenas virtual on-line ou seja, de fachada.

A ignorância das classes inferiores, a indiferença das classes média e alta (Onde aqui muitos se encontram com seu pedante discurso e "indignação" seletiva), a incompetência e corrupção governamental são as verdadeiras causas dessa tragédia epidemiológica e sócio econômica sem precedentes.

Vamos nos poupar dessa verborragia, pedantismo e demagogia, em homenagem ao profissionais da saúde, inclusive, os que já se foram e aos mortos que não puderam ter um enterro digno e aos enlutados.





Paulo Rebelo
Médico e poeta
Tags »
Leia Também »
Comentários »