22/11/2020 às 16h16min - Atualizada em 22/11/2020 às 16h16min

SEXAGENÁRIO

Edinho Duarte. Foto:Arquivo Pessoal.
Dia 15 de novembro passado foi o meu aniversário. Seria um dia normal de muito trabalho para mim, se não fosse o adiamento das eleições por causa das intempéries da natureza.

Em tempo de pandemia e apagão, decidi ficar em casa e recebi uma legião de manifestação de amigos e familiares me parabenizando pelo meu natalício. Foi um dia muito especial!

O que dizer diante de tantas manifestações de apreço, de carinho e de amor fraternal de todos vocês neste dia tão especial para mim e para todos que me querem bem?

Só tenho a agradecer à Deus, ao Grande arquiteto do Universo por ter me permitido nesta experiência existencial conviver com todos vocês: minha família, meus filhos, meus netos e meus amigos diletos!

Ao completar 60 anos, quero lembrar de uma passagem da Bíblia que está em romanos, 12. 21: “Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal com o bem”. 

Aqui o apóstolo Paulo é claro sobre a fórmula precisa para o verdadeiro triunfo: 
“O melhor processo para extinguir a calúnia e a maledicência é confiar nosso próprio verbo ao perdão e à bondade. 
O recurso mais eficiente contra a injustiça é o nosso exemplo firme no trabalho constante. 
O meio mais seguro de reajustar aqueles que desajudam ao próximo é ajudar incessantemente. 
O remédio contra a maldição é a benção.
Os antídotos para o veneno da injúria são a paz do silêncio e o socorro da prece”. 
Por isso mesmo, Jesus nos ensinou: “Amai os vossos inimigos. Bendizei os que vos maldizem. Orai por aqueles que vos maltratam e caluniam. Perdoai 70 × 7. Ofertai amor aos que vos odeiam”. 
E como diz Chico Xavier:
“Podemos, pois, muitas vezes, combater o mal com as armas da lei de ação e reação, mas a única maneira de alcançar a vitória sobre o mal será sempre a nossa perfeita consagração ao bem”! 

Gratidão é a palavra chave que me guia, hoje e sempre. Obrigado meu Deus! Tua presença tornou possível passar pelas provas e estar aqui hoje para te agradecer.

E o meu muito obrigado a você que decidiu ficar ao meu lado diante das provas e vicissitudes que tive que passar. Obrigado por você fazer parte deste meu “começar de novo“! 

Nunca me cansarei de dizer: Muito obrigado!




Edinho Duarte 
Jornalista, Pedagogo e ex-deputado estadual.
Tags »
Relacionadas »
Comentários »