19/08/2020 às 11h53min - Atualizada em 19/08/2020 às 11h53min

‘É um incentivo a mais para nós atletas’, afirma jovem contemplada pelo programa Bolsa Esporte.

Programa apoia 80 atletas e paratletas de alto rendimento. O Governo do Amapá investe mais de R$ 1 milhão no programa.

Ascom Gea
Foto: Arquivo pessoal
Além de Leylianne, outros 79 atletas de diversos segmentos esportivos foram contemplados.

Há um ano a jovem Leylianne Santos, de 23 anos, pratica o ParaTaekwondo, uma das modalidades dos Jogos Paralímpicos. Desde que começou no esporte, representou o Amapá em diversas competições, entre elas os jogos ParaPan-Americanos, que em 2019 ocorreram em Lima Peru. Agora, a jovem receberá mais um incentivo para continuar na modalidade, a parataekwondista foi contemplada com o Bolsa Esporte, programa do Governo do Amapá de apoio aos atletas e paratletas amapaenses.

Para a Leylianne, o programa vai ajudar na permanência da prática esportiva e estimulará a participação em competições nacionais e internacionais.

“É um incentivo a mais para nós atletas. Esse benefício vai nos ajudar com compras de materiais, passagens para competições, entre outras despesas que temos”, afirmou.

Além dela, outros 79 atletas de diversos segmentos esportivos foram contemplados. O Termo de Adesão foi assinado na última sexta-feira, 14. Nesta edição, foram ofertadas 80 bolsas em diversos segmentos, totalizando mais de R$ 1 milhão investido no esporte.
 

  • 42 para modalidades olímpicas individuais;
  • 20 para modalidade olímpica coletiva;
  • 12 para modalidades paralímpicas individuais;
  • 6 bolsas para modalidades paralímpicas coletivas.

 

Criado em 2016, o programa é coordenado pela Secretaria de Estado do Desporto e Lazer (Sedel) e tem o objetivo de incentivar a prática esportiva e garantir a representatividade do Amapá nas competições das modalidades olímpicas e paraolímpicas. Durante um ano, o atleta receberá o valor mensal correspondente a um salário mínimo, permitindo assim custear despesas como passagens para competições, material esportivo, serviços técnicos e manutenção pessoal.

Desde então, muitos atletas foram oportunizados e participaram de competições nacionais e internacionais. Em 2019, o nadador Gabriel Bandeira, bolsista do programa, foi convocado pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), para integrar a seleção brasileira na Copa Pacífico. O esportista também conquistou sete medalhas de ouro, com dois recordes regionais nas provas individuais e prata e bronze nos revezamentos, na 25ª edição do Troféu Leônidas Marques, realizado em Manaus, no Amazonas.

Em 2018, uma equipe de 11 atletas amapaenses viajou para o Rio de Janeiro para participar do Grand Slam de Taekwondo e também conquistaram vagas na seleção brasileira. Em um outro campeonato, desta vez em Cuiabá, os atletas conquistaram oito medalhas no Campeonato Brasileiro de Menores de Taekwondo.

 

 


Notícias Relacionadas »
Comentários »