21/08/2020 às 11h51min - Atualizada em 21/08/2020 às 11h51min

PF deflagra Operação contra crimes fundiários no Amapá.

Um homem foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

Polícia Federal
Foto: PF/Divulgação
A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta sexta-feira (21/8), a segunda fase da Operação Terra do Nunca, com objetivo de desarticular organização criminosa que atua na fraudes de processos de regularização fundiária de terras da União, no Amapá.

Cerca de 12 policiais federais dão cumprimento a quatro mandados de busca e apreensão na cidade de Macapá/AP. Durante as buscas, um homem foi preso em flagrante por posse ilgeal de arma de fogo.



Segundo as investigações, realizadas pelo Ministério Público Federal no Amapá (MPF/AP), as fraudes ocorriam por meio de declarações falsas em processos de regularização fundiária de terras da União, com auxílio de servidores públicos.

Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, por corrupção passiva, falsidade ideológica, fraude fundiária, invação de terra pública e organização criminosa, e, se condenados, as penas poderão chegar a 20 anos de reclusão.

*Operação Terra do Nunca – as terras requeridas jamais poderiam ter sido regularizadas, dada a falta derequisitos legais, sendo obtidas por meio de fraude
s.

Notícias Relacionadas »
Comentários »