24/08/2020 às 11h25min - Atualizada em 24/08/2020 às 11h25min

Casal que aplicava golpes através da venda de placas solares é indiciado.

As vítimas são moradores de áreas ribeirinhas.

Polícia Civil
Foto: Polícia Civil
Nesta sexta-feira, 21, a Polícia Civil do Estado do Amapá, por meio da 9ª Delegacia de Polícia da Capital, indicou um casal pela prática do crime de estelionato.

De acordo com o Delegado Nixon Kennedy, o indiciado, que já havia trabalhado com esse tipo de comércio, se fazia passar por representante comercial de placas de energia solar e  fazia a comercialização de placas de energia solar e aplicava os golpes.

"Ele conhece as particularidades desse ramo comercial e, com isso, conseguiu ludibriar as vítimas. Ele fez o cadastro, as pessoas realizaram os pagamentos, mas não receberam os produtos. Entramos em contato com a empresa fornecedora das placas solares e, realmente, os produtos foram faturados. Porém, o indiciado inseriu endereço de entrega diverso daquele declarado pela vítima", destacou o Delegado.

Uma das vítimas chegou a fazer um financiamento de mais de R$ 16.000,00 (dezesseis mil reais) em março desse ano e já tem parcelas vencidas.

"As vítimas são moradores de áreas ribeirinhas, que procuraram a Delegacia e a equipe de investigação conseguiu localizar e intimar o indiciado. Na Delegacia, ele exerceu o direito de ficar em silêncio", finalizou Kennedy.

Uma mulher também foi indiciada. Há outros inquéritos policiais, em outras Delegacias, que investigam os indiciados.

A Polícia Civil está realizando diligências na tentativa de recuperar as placas solares.

Notícias Relacionadas »
Comentários »