28/08/2020 às 12h29min - Atualizada em 28/08/2020 às 12h29min

Polícia deseja ouvir criança que teria disparado o tiro que matou a mãe grávida no Amapá.

Caso ocorreu nesta quinta-feira (27), em área rural de Macapá. Tiro teria sido acidental.

Da Redação
Foto: Tjap
A Polícia Civil vai ouvir hoje (28), a filha de Angélica Oliveira, de 40 anos, que estava grávida de 9 meses e  foi morta com um tiro nas costas, na localidade de Maruanum, distante 50km de Macapá. 

Segundo a delegada- titular da delegacia de Crimes Contra a Mulher (DCCM), Sandra Dantas, muitos detalhes precisam ser esclarecidos e a criança precisa ser ouvida. A menina chegará a capital hoje (28).

A suspeita é de que tenha ocorrido um disparo acidental enquanto a criança brincava com a arma, uma cartucheira calibre 22.

Angélica chegou a ser socorrida na unidade de saúde da comunidade e uma equipe do Grupamento Tático aéreo também se deslocou até o local, mas a mulher já estava sem vida.

Notícias Relacionadas »
Comentários »