28/08/2020 às 19h01min - Atualizada em 28/08/2020 às 19h01min

Suspeito de participar da morte de caseiro na zona rural de Macapá se apresenta à polícia.

Polícia suspeita de latrocínio.

Da Redação
Foto: Arquivo/Secom
Jonatha da Silva Oliveira, de 20 anos se apresentou hoje (28) acompanhado de uma advogada na Delegacia de Polícia do Interior (DPI) para prestar depoimento, e foi liberado logo em seguida por ter se apresentado livremente e sem o flagrante.

O caseiro Walmir Manoel de Souza, de 58 anos foi encontrado morto na quinta-feira (27),próximo da chácara onde trabalhava, na comunidade de Ilha Bela, distante 50km de da capital.



Segundo o delegado Felipe Rodrigues, que investiga o caso, o suspeito não assumiu a autoria do crime e apontou um amigo conhecido como Ruan como o autor do disparo que atingiu a vítima já cabeça.

“Ele nega que tenha participado. Falou que estavam consumindo bebida alcoólica em frente à casa da vítima e o autor disse que ia 'bem ali' e voltou uma hora depois falando que tava com a vítima trancada no quarto e convidou esse jovem para levar ela para o buraco, mas ele teria negado. Quando viu, o rapaz estava trazendo o senhor amarrado com a mão e foram caminhando uns 200 metros até um barranco e aí ele só ouviu um disparo de arma de fogo", detalhou o delegado. 

Ainda segundo o delegado, Jonatha confirmou que o crime foi cometido para roubar.

Uma arma, um relógio, um cordão e o celular da vítima foram roubados.

A namorada do outro suspeito que ainda está sendo procurado prestou depoimento afirmando ter ouvido uma conversa entre os dois amigos em que eles confessavam a autoria do crime.

Notícias Relacionadas »
Comentários »