31/08/2020 às 14h28min - Atualizada em 31/08/2020 às 14h28min

Governo do Amapá assume conclusão de obra do Hospital Regional de Porto Grande.

Acordo foi assinado com a UHE Cachoeira Caldeirão para conclusão de obra. Unidade de saúde terá atendimento de baixa e média complexidade na região centro-oeste.

Ascom Gea
Foto: Marcelo Loureiro / Secom
Termo de Compromisso e Convênio foram assinados nesta segunda-feira, 31.

O Governo e o Ministério Público do Amapá (MP/AP) assinaram, junto com e a UHE Cachoeira Caldeirão um Termo de Compromisso e um de Convênio para que o Estado assuma a conclusão das obras do Hospital Regional de Porto Grande. Os serviços vinham sendo executados pela própria construtora da UHE, com o acompanhamento de técnicos do governo. Os acordos foram oficializados nesta segunda-feira (31), no Palácio do Setentrião, sede central do Poder Executivo Estadual.

Com isso, o Governo do Amapá poderá aportar recursos financeiros do orçamento estadual necessários para a construção de um setor de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e adequações necessárias ao pleno funcionamento de uma unidade hospitalar de caráter regionalizado.

 

"Sei o tamanho do esforço que está se traduzindo na assinatura desses dois documentos, que vão possibilitar a gente agir no cumprimento da melhoria no atendimento à saúde naquela região", frisou o governador do Amapá, Waldez Góes.

Através do Convênio, a UHE Cachoeira Caldeirão repassará o valor de R$ 9,4 milhões, que é o saldo remanescente de acordos de compensação pelos impactos gerados na instalação da usina hidrelétrica no Rio Araguari. A obra está orçada em, aproximadamente, R$ 11,2 milhões.

A expectativa é de que o hospital realize atendimentos de média e alta complexidade da região centro-oeste, incluindo os municípios de Porto Grande, Pedra Branca do Amapari, Serra do Navio e Ferreira Gomes.

 

VEJA TAMBÉM: 

Porto Grande terá Hospital Regional com atendimento de baixa e média complexidade

A nova unidade vai funcionar no mesmo local onde antes existia o Hospital Municipal Maria Lúcia Guimarães da Silva – que foi demolido – e será referência no atendimento para os municípios de Porto Grande, Pedra Branca do Amapari, Serra do Navio e Ferreira Gomes.

A procuradora-geral de justiça do MP/AP, Ivana Cei, parabenizou o esforço empregado por todas as partes envolvidas no projeto, que vai ampliar o atendimento à saúde para os municípios interioranos do Amapá.

 

“A regionalização da saúde no estado é uma realização ímpar. E precisamos da dedicação de todos os envolvidos para garantir que isso se concretize”, destacou.

Os Termos de Compromisso e Convênio foram assinados, também, pelos secretários de Estado da Infraestrutura, Alcir Matos, da Saúde, Juan Mendes, do Meio Ambiente, Robério Aleixo, o procurador de saúde, Weber Penafort, e representantes da UHE Cachoeira Caldeirão.


Notícias Relacionadas »
Comentários »