12/09/2020 às 14h10min - Atualizada em 12/09/2020 às 14h10min

Jovem agredida pelo ex pede socorro por carta entregue a leiteiro.

“Vai me matar e matar a minha família. [...] Estou correndo perigo”, escreveu a vítima na carta.

Da Redação
Foto: Polícia Civil Divulgação
Na última quinta-feira (10), em Goianésia, região central do Goiás, uma moça, de apenas 19 anos, vítima de agressão  praticada pelo  ex-companheiro conseguiu pedir socorro por meio de uma carta à mãe entregue ao leiteiro. 

Segundo a Polícia Civil, a jovem teve uma união estável com o agressor por cerca de três anos e já havia conseguido uma medida protetiva contra o ex, mas que era constantemente desrespeitada.

A vítima relatou que já tinha se separado outras vezes, mas o homem sempre voltava pra casa pois não aceitava o fim da relação e duas ocorrência já haviam sido registradas por violência física e verbal. 

Mas nesta semana a moça foi mantida em cárcere dentro da sua própria casa junto com os dois filhos do casal, um bebê de 9 meses e um menino de 2 anos, que presenciaram as agressões.

“Vai me matar e matar a minha família. […] Estou correndo perigo”, escreveu a moça em trecho da carta.

Ainda segundo a vítima, o ex-companheiro foi até sua residência na última quarta-feira (9) tentar retomar o relacionamento, e ao receber uma resposta negativa agrediu a mãe dos seus filhos com tapas, socos e chutes. O sujeito permaneceu na casa se recusando a ir embora.

Após a jovem tentar se comunicar com a irmã pelo celular o agressor tomou o aparelho dela e sem ver outra saída ela teve a ideia de entregar  a carta pedindo socorro ao leiteiro, que vai à sua casa todo dia pela manha entregar o leite.

A carta foi entregue a mãe da vítima que se dirigiu até a delegacia para fazer a denúncia e o agressor foi preso em flagrante.

Notícias Relacionadas »
Comentários »