14/09/2020 às 12h29min - Atualizada em 14/09/2020 às 12h29min

Polícia prende autor confesso da morte de homem que teve garganta aberta em Santana/Ap.

Polícia Civil
Foto: Polícia Civil
Na tarde da última sexta-feira, 11, a Polícia Civil do Estado do Amapá, por meio da 1ª Delegacia de Polícia de Santana (1ª DPS), prendeu um integrante de organização criminosa, de 27 anos de idade, investigado por ser um dos autores do homicídio de Maycon Menezes da Costa, ocorrido no dia anterior. A vítima foi encontrada em uma casa abandonada localizada na Avenida Tancredo Neves, em área de ponte, em Santana, com os pés e as mãos amarradas, tendo várias perfurações de faca no corpo e a garganta aberta. 

Ao realizar diligências, a equipe de investigação encontrou o investigado em uma casa localizada no bairro Monte das Oliveiras, em Santana. No momento da abordagem policial, o investigado estava portando um revólver calibre 38 e foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo.  

De acordo com o Delegado Victor Crispim, titular da 1ª DPS, durante interrogatório, o investigado confessou a autoria do homicídio de Maycon e a participação de outras três pessoas.

“O investigado confessou que estava jogando bilhar com a vítima e, em seguida, foram ao local do crime com a desculpa de usar droga. No local, utilizando o revólver apreendido, deu uma coronhada em Maycon, o qual caiu no chão e foi amarrado e golpeado com faca. Outras três pessoas estavam no local. Quanto à motivação do crime, o investigado disse que ele e a vítima pertencem à mesma organização criminosa; e, que houve uma determinação dos líderes da organização para que a vítima fosse executada por estar com dívida de drogas”, destacou o Delegado.

O auto de prisão em flagrante foi encaminhado ao Poder Judiciário, juntamente com a representação pela prisão preventiva em relação ao homicídio. Porém, o investigado foi solto na audiência de custódia, mesmo tendo confessado o homicídio de Maycon, responder por outros crimes, fazer parte de organização criminosa e não ter residência fixa.

Notícias Relacionadas »
Comentários »