16/09/2020 às 17h17min - Atualizada em 16/09/2020 às 17h17min

Operação na fronteira de Oiapoque/Ap realiza prisões e apreensões.

Durante a missão uma das voadeiras utilizadas pelos policiais virou em uma corredeira.

Da Redação
Foto: Polícia Civil
Nesta terça-feira (15), foi deflagrada uma operação  pela Polícia Civil e o Batalhão de Operações Especiais (Bope) nas comunidades ribeirinhas de Vila Brasil e Ilha Bela, em Oiapoque, distante 600km de Macapá.

A operação resultou na apreensão de armas de grosso calibre, munições, celulares via satélite, rádios transmissores e quase 2 mil litros de combustível armazenados e transportados de forma indevida.

Um dos líderes da  facção que comandava as ações ilícitas na região foi preso.

A ação também atuou contra  uma quadrilha que praticava caça ilegal de animais silvestres na área do Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque.

Durante a missão uma das embarcações naufragou nas corredeiras e parte do material que eles transportavam foi perdido, mas ninguém ficou ferido.



De acordo com Charles Corrêa, delegado responsável, houve uma falha no motor durante a operação e uma embarcação afundou. Parte do material foi perdido, mas ninguém ficou ferido. Ele também disse que o combustível apreendido supriria a logística do garimpo ilegal.

“O saldo foi muito positivo, conseguimos prender um dos chefes da facção de assaltantes que atuam no garimpo ilegal do Amapá. Eles estavam aterrorizando moradores de Ilha Bela e Vila Brasil. Com ele foram apreendidos uma espingarda calibre 12 e 6 cartuchos”, explicou o delegado.


Notícias Relacionadas »
Comentários »