26/09/2020 às 10h00min - Atualizada em 26/09/2020 às 10h00min

Dia Nacional do Surdo: saiba onde procurar atendimento na rede estadual.

Mais de 400 aparelhos auditivos foram entregues apenas no 1º semestre de 2020, realizando o sonho de recuperar a audição. Para receber, pacientes devem ter cadastro no Creap.

Ascom Gea
Foto: Márcio Pinheiro

Neste sábado, 26, é o Dia Nacional do Surdo, dia que celebra a comunidade surda e em que devemos pensar mais sobre a inclusão desse público na sociedade e reforçar sobre os cuidados diários com a audição.

Na rede estadual de Saúde, o Governo do Amapá oferta cuidados desde o nascimento. Desde agosto, o Hospital da Mulher Mãe Luzia (HMML) passou a contar com uma sala totalmente adaptada com isolamento acústico para a realização do exame de Emissões Otoacústicas Evocadas, mais conhecido como teste da orelhinha – que avalia a audição do recém-nascido.

No HMML, o exame é realizado por uma fonoaudióloga especializada durante o tempo de internação do bebê e é feito em ambos os ouvidos, indolor e dura aproximadamente cinco minutos.

Caso identificada a perda auditiva, o bebê é encaminhado para a rede de atendimento, que envolve o Centro de Reabilitação do Amapá (Creap), para especificar a perda e o grau de comprometimento auditivo.

 

O Creap é responsável por realizar atendimento e reabilitação de pacientes surdos ou com algum grau de surdez de todas as faixas etárias. Lá são realizados exames mais específicos que podem complementar o diagnóstico do paciente como o de emissões alto acústicas – em que é avaliada a capacidade de ouvir sons – e o de imitanciometria, capaz de examinar as condições da orelha média e da tuba auditiva, sendo possível determinar se existe ou não perda auditiva no tímpano e dos ossículos presentes na orelha média e, além desses, há o bera, responsável por examinar a integridade das vias auditivas.

Após essas avaliações é possível determinar se o paciente é elegível para receber um aparelho auditivo. Uma parceria entre o Governo do Estado e o Ministério da Saúde (MS), fornece aparelhos auditivos para os pacientes atendidos no Creap, por meio do Programa de Conservação Auditiva.

Os aparelhos são moldados e ajustados de acordo com a necessidade do paciente e com as atividades que ele executa no seu dia a dia. Eles ainda são orientados sobre os cuidados e adaptação na utilização dos aparelhos; como é feita a retirada para dormir; sobre evitar exposição à água e, como deve ser feita a troca da bateria.

Apenas no 1º semestre de 2020 foram entregues mais de 400 aparelhos auditivos para pacientes cadastrados no Centro e que puderam realizar o sonho de recuperar a audição.

Para ser atendido no Creap é preciso ter o encaminhamento e a guia da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde que descreva a suspeita de perda auditiva.

Para atendimentos ambulatoriais ou de rotina com o médico otorrinolaringologista, a referência é o Hospital de Clínicas Alberto Lima (Hcal), em Macapá.

 

 


Notícias Relacionadas »
Comentários »