11/10/2020 às 11h00min - Atualizada em 11/10/2020 às 11h00min

Quando a cirurgia de hérnia é necessária?

A cirurgia é indicada em todos os pacientes com sintomas e assim que o diagnóstico de hérnia for feito, uma vez que o tratamento da condição é exclusivamente cirúrgico.

DINO
https://herniaclinic.com.br/

A cirurgia é indicada em todos os pacientes com sintomas e assim que o diagnóstico de hérnia for feito, uma vez que o tratamento da condição é exclusivamente cirúrgico.

Balanço do DataSus, publicado pela Sociedade Brasileira de Hérnia e Parede Abdominal, revela que foram feitas 287,5 mil cirurgias de hérnia da parede abdominal em um ano, dado esse que evidencia que a doença tem alta prevalência na população brasileira.

Entretanto, o que poucos sabem é que a cirurgia de hérnia é recomendada assim que o paciente for diagnosticado com a condição e serve para os diferentes tipos da doença — como umbilical, inguinal, epigástrica ou incisional.

 A hérnia se caracteriza por um abaulamento provocado por algum órgão para fora da cavidade abdominal, e quando não tratada por intermédio da intervenção cirúrgica, pode evoluir para o agravamento — quando há um encarceramento ou torção desses órgãos extravasados.

“A hérnia pode afetar homens e mulheres de diferentes idades, e se origina devido a um enfraquecimento ou abertura da parede abdominal, que pode ser potencializado pela realização de esforços físicos repetitivos”, explica o Dr. Bruno Hernani, médico especialista em cirurgia do aparelho digestivo e parte da equipe médica da Hernia Clinic.

Quais os sintomas da hérnia?

A hérnia pode ser oriunda de fatores congênitos, ou seja, o paciente já nasce com a predisposição, ou ser adquirida por esforço repetitivo, após a gestação, em pacientes com tosse crônica, com doença do colágeno ou que são fumantes, por exemplo.

“Identificar quais são os sintomas da hérnia, portanto, é fundamental para um diagnóstico precoce da condição, podendo encaminhar a cirurgia de hérnia mais agilmente”, diz Dr. Iron Pires, também cirurgião especializado em hérnia e parte da equipe da Hernia Clinic.

Entre os sintomas destacam-se:

  • Protrusão na região abdominal, sendo ela de um tamanho pequeno ou grande;
  • Dor na região do abaulamento;
  • Inchaço e vermelhidão no local;
  • Enjoos, náuseas e vômitos;
  • Incômodo ou dor ao fazer esforço físico ou tossir.

Caso esses sinais estejam presentes, a recomendação é procurar um especialista Cirurgião geral e do aparelho digestivo para verificação. Em geral, o exame clínico com toque é o principal meio de identificar a hérnia juntamente com um exame de imagem.

Quando é necessário fazer a cirurgia de hérnia?

Muitos pacientes alegam que não sentem incômodos com a hérnia e questionam se, nesse caso, a cirurgia de hérnia continua sendo necessária. A resposta é depende. “Mesmo que não afete a qualidade de vida do paciente ou apresente sintomas, a hérnia abdominal é uma condição anormal e que pode acarretar complicações, como a hérnia encarcerada. Nesse caso, o tratamento é mais complexo e os riscos à vida do paciente são significativamente maiores. Todo paciente portador de hérnia deve procurar um especialista para avaliação e definição dos riscos e possibilidade de indicação de cirurgia”, evidencia o médico cirurgião da Hernia Clinic, Dr. Paulo Henrique Barros.

Portanto, caso haja um diagnóstico confirmando de hérnia, independentemente do tipo, é recomendado que o paciente procure ajuda para uma possível hernioplastia, que pode ser emergencial ou agendada, de acordo com o caso. “São três possíveis tipos de intervenção cirúrgica para correção da hérnia da parede abdominal, a tradicional ou aberta, a videolaparoscopia e a robótica. A decisão por uma das metodologias ocorre com base nas características da hérnia e do paciente”, conclui Dr. Hernani.


Notícias Relacionadas »
Comentários »