12/10/2020 às 09h00min - Atualizada em 12/10/2020 às 09h00min

Tendências de moda em tempos de COVID-19

Falar sobre como valorizar a autoestima feminina em tempos de pandemia e tornar a vida um pouco mais leve em tempos tão difíceis é uma prioridade para quem percebe que estar bem não é só uma questão de diagnóstico.

DINO
https://joiasboz.com.br/

Em tempos de COVID-19 e em pleno isolamento social, não é incomum que as mulheres deixem de se importar tanto com a maquiagem ou com os acessórios que estavam acostumadas a usar no dia a dia e passem a ter as máscaras como principal adereço para o rosto.

Tem sido durante as lives e reuniões de trabalho que as mulheres têm encontrado uma boa oportunidade para arrumar os cabelos, passar aquele batom e colocar aquele brinco maravilhoso que não sai de casa há quase um semestre.

Ana Luiza, responsável pela comunicação da joalheria Joias Boz, respondeu algumas questões a respeito da vaidade feminina em tempos de pandemia. Abaixo, a entrevista completa:

"Ana, se preocupar com a vaidade não é um assunto fútil em épocas tão sombrias? "
- De forma alguma! Muito pelo contrário. Já sabemos quais são as medidas que devem ser tomadas para proteger a nós mesmos e a sociedade em relação à COVID-19 e se, ficar em casa, é o novo normal, não podemos deixar de ser quem somos durante esse período. Se éramos mulheres bem cuidadas e vaidosas para sair às ruas, não podemos perder a autoestima porque estamos em casa. Afinal, somos o que somos para nós ou para os outros?

"Você acredita que as máscaras se tornarão acessórios de moda?"
- Sim. Já se tornaram, na verdade. Há quem critique isso porque a máscara não é opcional e sim uma necessidade, mas também usamos calçados por proteção e mesmo assim, procuramos usar modelos que combinem com a nossa personalidade, estilo e que nos deixem confortáveis.

"As máscaras substituirão os outros acessórios e as maquiagens?"
- Não acredito nisso. O que vejo é uma mudança de foco. O batom era o item preferido das mulheres há pouco tempo atrás, as sombras e makes para os olhos devem se tornar o grande foco daqui pra frente, por razões obvias. Uma curiosidade é que as vendas de brincos grandes diminuiu bastante e nós conseguimos entender o motivo. Ninguém quer enroscar a máscara nos brincos. Por outro lado, escapulários e colares de vários modelos tiveram um aumento considerável na procura. As pessoas estão se adaptando e combinando os acessórios com as máscaras.

A autoestima está diretamente ligada ao bom humor e à energia feminina e mantê-la em dia não é uma questão vulgar, muito pelo contrário. As mulheres estão sendo extremamente cobradas durante essa pandemia. Filhos em estudo domiciliar, afazeres domésticos, cuidados extras com a higienização de alimentos e roupas, além do trabalho remoto e muitas vezes o comprometimento com a atualização profissional tornam cada mulher uma super-heroína em potencial.

Em meio a tudo isso, sentir-se bem consigo mesma pode ser considerado tudo, menos uma futilidade.


Notícias Relacionadas »
Comentários »