14/10/2020 às 11h46min - Atualizada em 14/10/2020 às 11h46min

PF deflagra operação contra crimes fundiários no Amapá.

Operação Promotor Fidei investiga organização criminosa atuante em processos de regularização fundiária das terras da União.

Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (14/10), a  Operação Promotor Fidei, com objetivo de desarticular organização criminosa que atua na fraudes de processos de regularização fundiária de terras da União, no Amapá.

Cerca de 20 policiais federais dão cumprimento a dois mandados de prisão preventiva e a quatro mandados de busca e apreensão, na cidade de Macapá/AP e Tartarugalzinho/AP, além da suspensão do exercício da atividade de advocacia de investigados.

Segundo as investigações, decorrente da análise de material probatório coletado na deflagração da Operação Terra do Nunca II, as fraudes ocorriam pelo uso indevido da atividade de advocacia, que operacionalizava de forma ilícita a aquisição de terras públicas e regularização de planos de manejo florestais.

Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, por falsidade ideológica, invasão de terra pública, organização criminosa e registro fraudulento de posse. Se condenados, as penas poderão chegar a 22 anos de reclusão.

Notícias Relacionadas »
Comentários »