02/11/2020 às 11h00min - Atualizada em 02/11/2020 às 11h00min

Segundo estudos, silício orgânico pode trazer benefícios para a saúde e beleza

Estudos sugerem que a substância pode rejuvenescer, fortalecer as unhas e o cabelo. Além disso, os estudos indicam que o silício orgânico possui ação antioxidante, estimula a produção de colágeno, tonifica a pele e atenua rugas. O suplemento ainda melhora as articulações e a mobilidade

DINO
https://clinicavaleriacampos.com.br/


Com o passar dos anos a pele perde parte deste mineral que está presente em grande quantidade no organismo humano, e é fundamental para a hidratação da pele. A substância também está presente nas unhas, cartilagens, tendões, ossos e vasos, e atua estimulando a síntese de colágeno e de ácido hialurônico no corpo. Para a dermatologista Valéria Campos, uma das autoras de um estudo sobre o tema apresentado em Washington, "a reposição do silício no organismo a partir de 25-30 anos de idade pode promover inúmeros benefícios não só para a saúde da pele como contribui também para o aumento da longevidade", explica a médica.

Estudos anteriores já comprovavam a eficácia do silício para o bom funcionamento do organismo, podendo ser obtido através de uma alimentação balanceada rica em frutas, legumes e cereais, ou por meio de suplementação. Porém, este estudo que se tornou referência mundial, e posteriormente foi publicado no Cosmetic Dermatol em 2018, apresentou resultados clínicos promissores comprovando a eficácia da ingestão de silício orgânico para a pele. O suplemento é aprovado pela Anvisa e pode ser consumido com prescrição médica.

Em ensaio clínico randomizado ministrado pela médica ao longo de 3 meses, foram testados 25 pacientes, divididos em grupos onde alguns foram tratados com silício orgânico (exsynutiment) e outros com placebo. "81% dos pacientes que receberam suplemento de silício orgânico relataram melhora significativa da firmeza, hidratação e textura da pele, sem que fosse observada qualquer reação adversa ou hipersensibilidade ao uso do produto", relata a dermatologista.

Ainda de acordo com a Dr.ª Valéria Campos, "no consultório dermatológico, o silício orgânico é prescrito há um bom tempo para o tratamento da flacidez, hidratação e rejuvenescimento. O suplemento também é indicado para melhorar o resultado de alguns procedimentos como laser, microagulhamento, preenchimentos e até toxina botulínica. Normalmente, observamos melhora do tônus da pele, o que é muito perceptível em regiões mais flácidas, como seios, nádegas, região interna das coxas, região posterior dos braços (famosa sobra de pele do 'abano'). Os pacientes também relatam diminuição da queda dos cabelos, bem como sensação de ter cabelos 'mais cheios' e unhas visivelmente mais fortes", destaca a especialista.

As descobertas deste estudo estão cada vez mais sendo colocadas em prática, não só pelo benefício estético que a substância fornece, mas também pela melhora da saúde, já que o mineral aumenta a resposta imune, melhora a saúde dos ossos e reforça a parede das artérias, devido à ação de síntese de elastina. E, após dois anos destas constatações, é cada vez maior a indicação médica desse suplemento. "As evidências desta pesquisa se mostram plenamente de acordo experiência clínica, bem como a literatura, podendo ser considerada uma excelente alternativa de rejuvenescimento em associação com os procedimentos estéticos disponíveis", finaliza a dermatologista.

Saiba mais em: https://clinicavaleriacampos.com.br/ e http://www.ageimagem.com.br/

Notícias Relacionadas »
Comentários »