17/11/2020 às 16h24min - Atualizada em 17/11/2020 às 16h24min

Hemoap recebe 140 bolsas de sangue do Hemocentro do Pará.

O chamado foi atendido, e a primeira doação chegou. O reforço deve manter um estoque seguro de até oito dias.

Ascom Gea
Foto: Maksuel Martins / Secom

O estoque de sangue do Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap) foi reforçado graças à solidariedade de doadores voluntários e da Rede de Hemocentros.

Nas primeiras 96 horas de apagão no estado, o Hemoap não realizou coletas e precisou urgente de doação para atender demandas das unidades hospitalares públicas e privadas do estado.

O chamado foi atendido, e a primeira doação chegou da Fundação Hemocentro de Brasília que enviou 30 bolsas de concentrado de plaquetas, que possuem cinco dias de vida útil e foram essenciais nos primeiros dias de abastecimento.

 

 

 

 

E nesta segunda-feira, 17, o Hemoap recebeu 140 bolsas de sangue do Hemopa do estado do Pará, que mobilizou doares paraenses em solidariedade ao período de apagão que o estado amapaense enfrenta, realizando a campanha “S.O.S Amapá”.

“Recebemos com muita gratidão. Somos estados vizinhos e saber que podemos contar com esse apoio e solidariedade nos faz enfrentar esse momento com mais leveza. Já foi feito todo o processo de acondicionamento e preparo para destinar às agências transfusionais de todo o estado: Macapá, Santana, Jari e Oiapoque”, enfatizou a diretora técnica.

 

Ela também destaca a empatia dos voluntários amapaenses, que apesar das dificuldades ocasionadas pelo apagão no estado, não deixaram de fazer a doação para manter o estoque nesse período. Atualmente, estão sendo realizadas 40 a 50 doações de sangue por dia.

Quem pode doar sangue?

Toda pessoa entre 16 e 69 anos (menores é obrigatória a presença de pais e/ou responsáveis legais); pesar 50 kg ou mais; estar saudável. No dia da doação precisa estar alimentado e levar um documento oficial com foto. É importante que o doador tenha dormido pelo menos 6 horas na noite anterior e não tenha ingerido bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação.

Importante destacar que mulheres em fase de amamentação só devem doar sangue após o bebê completar um ano de vida. Já as mulheres que, por alguma razão, não estejam amamentando e tiveram bebê recentemente, podem doar nas seguintes condições: após seis meses no caso de partos cesárea e três meses para partos normais.

 

Voluntários com sinais de gripe ou resfriado devem realizar a doação 14 dias após o desaparecimento dos sintomas. Se viajou para outro estado, estarão aptos a doar depois de um mês da data de chegada. Quem teve a covid-19 só poderá doar sangue 30 dias após o desaparecimento de todos os sintomas.

Interessados em doar sangue podem comparecer no Hemoap, localizado na Avenida Raimundo Álvares da Costa, esquina com a rua Jovino Dinoá, entre 7h30 e 12h. A unidade também atende por agendamento no site 

https://hemoap2.reservio.com/

 

 

.


Notícias Relacionadas »
Comentários »