21/11/2020 às 14h00min - Atualizada em 21/11/2020 às 14h00min

Saúde: quando procurar um médico especialista?

A cada 10 brasileiros, 04 não procuraram por um especialista durante o tempo de isolamento social. Sabe-se que, quanto mais rápido o diagnóstico, mais provável a cura.

DINO
http://www.doutortv.com.br

Uma dúvida comum entre os pacientes é quando procurar um médico. Sabe-se que, quanto mais rápido o diagnóstico, mais provável a cura. Ou seja, quando uma doença é diagnosticada no estágio inicial, o tratamento para ela pode ser mais fácil e rápido.

Com a pandemia, muitas pessoas deixaram de ir ao médico no intuito de resolver alguma pendência, seja para exames, consultas, dentre outros. O medo do contágio pela Covid-19 tem sido um grande vilão.

A cada 10 brasileiros, 04 não procuraram por um especialista durante o tempo de isolamento social, conforme aponta a análise da Demanda Pesquisa e Desenvolvimento de Marketing, realizada, por meio de questionários online, em julho deste ano.

Quando procurar por um especialista, seja para consultas e exames de rotina ou para investigar sintomas que podem indicar uma patologia, as recomendações médicas de acordo com os próprios profissionais são as seguintes:

Dr. Alessandro Schuffner – Reprodução Humana

Mulheres que estão tentando engravidar devem procurar um atendimento para entender o que está acontecendo do ponto de vista reprodutivo. Outras opções seriam homens ou mulheres com câncer e que pretendem preservar óvulos ou espermatozoides. Há também o que chamamos de “congelamento social”, ou seja, mulheres que não pretendem engravidar nesse momento e resolvem congelar os óvulos. Pessoas com doenças infecciosas, geralmente homens e mulheres HIV positivo. Mulheres com endometriose, casais homoafetivos e mulheres solteiras que pretendem inseminação com sêmen de doador.

Dr. Caio Bruzaca – Geneticista

Procura-se um geneticista no caso de doenças raras, deficiência intelectual, atraso do desenvolvimento e autismo, infertilidade, perdas gestacionais, casais de primos e reprodução. Além disso, na gravidez em curso com bebê alterado, filho anterior com má formação e gravidez após dos 35 anos. Vale ressaltar a oncogenética: câncer hereditário, brca1 e 2; doenças neurogenéticas: ataxias hereditárias e Huntington; testes genéticos: incluindo farmacogenética e testes direto ao consumidor.

Dr. Daniel Kamlot - Oftalmologista

A consulta com oftalmologista deve ser realizada, pelo menos, anualmente. Mesmo não apresentando nenhum sintoma é importante a avaliação, pois existem doenças silenciosas, como o glaucoma, que são evolutivas. O oftalmologista consegue reconhecer quais comorbidades estão em andamento, ofertando diagnóstico preciso e melhor tratamento.

Dr. João Carlos de Jesus – Pneumologista

Deve-se procurar um Pneumologista quando a pessoa tem uma limitação respiratória nas suas atividades físicas, falta de ar, tosse, desconforto ou dores no tórax, ronco noturno (pessoa que incomoda por roncar demais), sonolência diurna, chiados ou ruídos na respiração, em situações de recuperação após a Covid-19, pneumonia, cirurgia de tórax, e em situações radiológicas. O pneumologista cuida de doenças como asmas, DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica), tuberculosa, sarcoidose, derrame pleural, nódulos de pulmão, apneia obstrutiva do sono.

Dr. Sylvio Simioni – Cirurgião Dentista

O ideal é que a procura ao dentista seja feita a cada 04 meses com a intenção de prevenir possíveis problemas. Grande parte das doenças bucais é silenciosa e tem o poder de influenciar nas complicações do organismo como um todo. Com as visitas regulares é possível realizar o diagnóstico precoce e proporcionar procedimentos menos invasivos com a intenção de preservar a estrutura dental e integridade das gengivas, irá proporcionar longevidade aos procedimentos realizados e maior qualidade de vida com o passar dos anos.

Dr. Vinicius Terra – Urologista

A procura pelo urologista deve acontecer não somente quando o paciente apresentar sintomas do trato urinário. É fundamental a prevenção e diagnóstico precoce, aumentando as chances de cura. Mulheres acometidas por episódios de infecção urinária, cálculos renais e incontinência urinária devem optar pelo profissional. E a importância do acompanhamento urológico em homem deve vir desde a puberdade, com diagnóstico precoce de infertilidade e se manter até a idade adulta com a prevenção de câncer de próstata e bexiga, entre outros.

Dr. Walter Lukesic – Cirurgião Plástico

A cirurgia plástica se destina a todos os indivíduos, da criança ao idoso. É uma especialidade que abrange desde as patologias mais temidas como um câncer de pele até as tão desejadas próteses mamárias. A busca pela cirurgia plástica não se classifica apenas como estética. É todo um processo que vai desde uma cirurgia reparadora (pós-trauma, doenças graves) até uma contemplação estética que reflete no bem-estar mental do paciente e assim proporcionando saúde.

Dra. Alessandra Gazola Cardiologista

A ida ao cardiologista inicia-se logo após a saída do adolescente do acompanhamento com o pediatra para a avaliação de liberação para atividade física regular. Além deste seguimento, toda pessoa que tem história na família de infarto, pressão alta, arritmia, derrame (AVC), morte súbita, deve ter atenção redobrada. Mulheres na fase da menopausa devem procurar um cardiologista para atuar na prevenção de infarto, já que com o término da menstruação aumenta o risco do desenvolvimento da doença. E por último, aquele que tiver sedentário, com sobrepeso e que fuma mesmo passivamente.

Dra. Anne Caroline – Ginecologista e Obstetra

Uma consulta dever ser agendada anualmente, tanto para os cuidados essenciais à saúde em todas as fases da vida, quanto à orientação sobre contracepção, infecções sexualmente transmissíveis, tirar dúvidas sobre sexualidade, tratar corrimentos, dispareunia, realizar o Papanicolau, solicitar exames laboratoriais e de imagem que previnem ou diagnosticam precocemente doenças como câncer de mama e útero.

Dra. Bárbara Cardoso - Médica pós-graduada em dermatologia

O profissional dermatologista é especialista no diagnóstico, tratamento e prevenção das seguintes doenças: da pele, das mucosas, cabelos, unhas e pelos. É essencial buscar atendimento dermatológico ao observar sinais como acne, alergias, manchas e pintas suspeitas, queda de cabelo, suor e odores fétidos em axila ou nos pés, além de prevenção do envelhecimento e para procedimentos estéticos.

Dra. Danielle Miyamoto - Mastologista

Deve-se procurar o mastologista sempre que palpar algum nódulo na mama, ou caso apresente saída de secreção pelo mamilo, presença de inflamação na mama ou antecedente de casos de câncer de mama em familiares de primeiro grau. Os exames anuais de mamografia são de extrema importância e vale ressaltar que há casos, mesmo que em número menor, de nódulos na mama masculina.

Dra. Débora Ortigosa - Cirurgiã Vascular

Se a pessoa sentir dor nas pernas, tipo um peso ou cansaço, se ela notar alteração da coloração dos pés ou então ter pés muito frios, se tiver dor forte ao caminhar ou se notar veias dilatadas na perna, procurar um vascular para melhor avaliação clínica do caso. Com o diagnóstico preciso, ele será o profissional capaz de tomar as devidas providências para diminuição ou cura da comorbidades.

Dra. Denise Gobo – Psiquiatra

Quando a saúde do corpo não vai bem, procura-se um clínico, quando nota-se que a saúde mental não vai bem, procura-se por um psiquiatra, seu papel é avaliar o paciente e ter o melhor diagnóstico e tratamento, para que seu estado de saúde mental volte ao equilíbrio. Ansiedade exagerada, sintomas de tristeza exacerbada, agressividade física ou verbal intensas, dificuldade de concentração, insônia, quadro de pânico, fobias, medos excessivos, sofrimento por algum luto que esteja se prolongando, procure o psiquiatra.

Dra. Maria Cecilia Fittipaldi - Endocrinologista

Quando procurar um especialista: em casos de diabetes, obesidade, alterações de colesterol, doenças tireoidianas, doenças adrenais, doenças ou alterações de hormônios hipofisários (neuroendocrinologia), alterações do ciclo menstrual, alterações da testosterona, osteoporose e doenças associadas a alterações do cálcio, doenças que afetam o crescimento e o desenvolvimento infantil. O endocrinologista pode ainda orientar a pessoa a ter um estilo de vida diferente e mais saudável, que atue na prevenção.

Dra. Paula Sellan – Pediatra

Os pais devem procurar um pediatra de rotina desde os primeiros dias (5º ou 7º) de vida da criança. A partir daí, até um ano, a criança deve ser vista mensalmente pelo pediatra para diversas orientações. A partir de um ano, consultas a cada 03 meses, e após dois anos, a cada 06 meses até a adolescência. Em caso de emergência, deve-se ir a um Pronto Socorro quando a criança apresentar uma febre persistente, aparecer com qualquer tipo de mancha pelo corpo, vermelhidão, criança prostrada, que não quer se alimentar, que tem vômitos que não melhoram, com diarreias difíceis de controlar.

Marisa Graça - Nutricionista

Um bom momento para procurar um nutricionista: quando há necessidade de uma reeducação alimentar, para ganho de massa muscular, hereditariedade de doenças crônicas como diabetes e pressão alta, em casos de obesidade infantil, principalmente se houver obesidade dos pais, dietas vegetarianas e também nos casos de alergia alimentar.

Rose Fukue – Psicóloga

Todos podem procurar por um psicólogo, com exceção as crianças e adolescentes que precisam ser intermediados pelos pais. Questão de saúde mental e física: quando a pessoa percebe que está debilitada, está tendo prejuízo na sua qualidade de vida, trabalho, relação familiar, tem que correr atrás antes que a situação fique pior. Questão de autoconhecimento: quando a pessoa sente que tem a vontade de se autoconhece melhor.

Um médico generalista deve ser consultado em caso de dúvidas, inclusive referente ao direcionamento as demais especialidades médicas.

Conteúdo: Doutor TV


Notícias Relacionadas »
Comentários »