25/11/2020 às 16h00min - Atualizada em 25/11/2020 às 16h00min

Brasileiros devem analisar as oportunidades de investimentos que o mercado oferece

Índices apontam que o brasileiro ainda tem um perfil bastante ultrapassado na hora de aplicar dinheiro

DINO
https://josepaulogit.com/
A temática investimentos têm sido bastante abordada no Brasil


Nos últimos anos, a temática investimentos têm sido bastante abordada no Brasil. Mas, de acordo com a Bolsa de Valores do Brasil (B3), apenas 1% da população brasileira investe, enquanto, nos Estados Unidos, mais da metade dos investidores da bolsa é composta por pessoas físicas. Esses índices apontam que o brasileiro ainda tem um perfil bastante ultrapassado na escolha de seus investimentos.

Um bate-papo sobre oportunidades do mercado financeiro e de investimentos entre José Paulo Pereira Silva, CEO e fundador do Grupo Ideal Trends, e Carol Paiffer, CEO e sócio-fundadora da Atom Investimentos, traçou direcionamentos importantes, tanto para os investidores iniciantes, quanto para os já consolidados no mercado financeiro analisarem quais são as melhores formas de aplicar seu capital, visando sempre a constância do lucro.

Conforme José Paulo, apesar do comportamento acomodado que os brasileiros têm na hora de investir, é possível fazer uma ressalva: a população já avançou ao perceber a importância de investir para garantir a sua segurança financeira. “A cultura de investir está apenas aflorando no Brasil, onde os empreendedores iniciantes estão entendendo agora o que é mercado de capital. Aqui nos Estados Unidos, onde eu moro, 75% da população já investe no mercado financeiro.”, afirma. Porém, às vezes, a falta de conhecimento sobre o assunto pode resultar em escolhas ruins como, por exemplo, a aplicação do dinheiro em conta poupança, que cobre apenas a inflação diminuindo assim o poder de compra.

Mas afinal, por que os brasileiros não apostam tanto no mercado financeiro de ações? Para Carol, a relação do brasileiro com o dinheiro deve mudar. “Devemos nos livrar de medos e crenças limitantes. Primeiro devemos investir em nós, absorvendo conhecimento sobre o mercado para não ficarmos reféns da opinião dos outros sobre o que temos que fazer com o nosso dinheiro. O mercado financeiro é meritocrático, ele só depende de você”, incentiva.

 

Apostar em investimentos certeiros

Uma das primeiras coisas que se deve entender é que investir, diferentemente de poupar, é aplicar o dinheiro projetando a rentabilidade dele durante determinado período, seja de curto, médio ou longo prazo. Sendo assim, quais critérios devem ser observados para investir de maneira certeira? José Paulo, investidor há muitos anos, observa que os maiores investidores trabalham com paciência, observando a posição da empresa e focando no longo prazo. “Uma dica que eu dou pra quem quer investir é aplicar o dinheiro em locais diferentes, prezando sempre ações de companhia que inspiram credibilidade e confiança, que tenham processos de transparência e bons posicionamentos no mercado. As empresas com posicionamentos fortalecidos e reputação de negócio dão resultados melhores no futuro”, afirma.

E é sempre visando os bons princípios de gestão que José Paulo lidera o grupo empresarial Ideal Trends. “O Ideal Trends é movido por um sonho grandioso e desafiador: sermos os melhores e mais lucrativos nos setores que atuamos. Criar uma empresa bem posicionada leva tempo, é difícil e exige consistência. Pessoas excelentes, livres para crescer no ritmo de seu talento e recompensadas adequadamente, são o ativo mais valioso de uma companhia. Procuro encontrar essa gestão também em empresas que invisto”, certifica.

 

Aderindo a mentalidade de investidor

Um estudo da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) que indica o perfil do investidor brasileiro e os lugares que ele escolhe aplicar dinheiro, identificou que 90% dos brasileiros conhecem a poupança e outros 88% guardam dinheiro nela. Ainda de acordo com o estudo, 27% das pessoas que investem na poupança dizem que o fazem por facilidade e comodidade, mesmo sabendo que existem outras formas de investir e ter um rendimento maior.

Carol Paiffer orienta que é a mentalidade do brasileiro que deve mudar. “Nos Estados Unidos, é desde a década de 80 que as pessoas não usam o banco como forma de investir. O Brasileiro está bastante atrasado pois deixa o dinheiro no banco. É um pequeno ajuste de visão que podemos passar de 1% de investidores na bolsa para, por exemplo, 60%”.

José Paulo afirma o quanto é importante buscar conhecimento sobre o assunto e gerar debates instrutivos. “Muitos empresários de todas as partes do mundo acompanham os meus canais nas redes sociais (@josepaulogit). Isso é de suma importância pois assumo um papel de instrutor e exemplo para a minha audiência investir de forma qualificada. Considero importante falarmos sobre esses assuntos que ainda estão engatinhando no Brasil para gerar uma rede solidária e incentivar cada vez mais novos investidores. Assim formaremos um mundo próspero e com mais poder econômico”, declara. Carol concorda com a visão de José Paulo e exalta a importância de empresas terem líderes comprometidos e capazes de conduzir pessoas. “Parabéns pelo seu trabalho, o conhecimento liberta, quanto mais tivermos pessoas como você, José Paulo, mais rápido mudaremos a cabeça das pessoas”, reconhece.

 

José Paulo

José Paulo Pereira Silva, CEO do grupo Ideal Trends e um dos maiores empresários no ramo da tecnologia na América Latina, é Engenheiro de Produção com MBA's em Marketing, Vendas e Negócios Digitais, Mestre e Doutor em Administração de Empresas e Pós-Doutor em Relações Internacionais pela FCU/USA.

O Grupo Ideal Trends é composto por 25 empresas e projetos ligados à indústria, gestão de negócios, saúde e bem-estar e oferece as melhores tecnologias online que podem transformar empresas em referências em segmentos que atuam.

 

Siga nas redes:

Instagram: https://www.instagram.com/josepaulogit/

YouTube: https://www.youtube.com/c/Jos%C3%A9PauloGIT 

 

 

Notícias Relacionadas »
Comentários »