04/06/2019 às 06h00min - Atualizada em 04/06/2019 às 06h00min

Neymar apaga vídeo de defesa; suposta vítima monta dossiê

Na gravação, o jogador de futebol diz que foi pego de surpresa e que, quem o conhece, “sabe que jamais faria uma coisa desse tipo”.

EBC
Neymar Jr. retirou de suas redes sociais, o vídeo que havia divulgado para se defender da acusação de estupro. (Reprodução/Instagram)
Neymar Jr. retirou de suas redes sociais,  o vídeo que havia divulgado para se defender da acusação de estupro – registrada em um boletim de ocorrência, no Brasil, no fim de semana.

Na gravação, o jogador de futebol diz que foi pego de surpresa e que, quem o conhece, “sabe que jamais faria uma coisa desse tipo”. “O que aconteceu foi totalmente o contrário do que falam”, garantiu.

 

“O que aconteceu foi uma relação entre um homem e uma mulher, algo que acontece entre quatro paredes, algo que acontece com todo casal e, no dia seguinte, não aconteceu nada demais”, acrescentou.

O atleta do Paris Saint-Germain aproveitou para expor as conversas que teve com a brasileira, que disse ter viajado a Paris, na França, a convite do famoso. A denúncia foi feita na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher em Santo Amaro, São Paulo.

 

Em nota, a assessoria de imprensa do craque informou que ele foi vítima de uma tentativa de extorsão por parte de um advogado da capital paulista, que seria o representante da suposta vítima.

 

“Diante do infeliz, ilegal e ultrajante acontecimento, repudiamos completamente as injustas acusações e, sobretudo, a exposição na imprensa de uma situação extremamente negativa. Todas as provas da tentativa de extorsão e da inexistência de estupro serão apresentadas à Autoridade Policial oportunamente”, disseram.

Segundo o “Uol”, a mulher tem um dossiê para ser investigado pela polícia e que parte dos documentos ainda não foi entregue à polícia. Seriam imagens e documentos que provariam o comportamento agressivo de Neymar.

A denúncia indica que o jogador encontrou com a brasileira no dia 15 de maio, em um hotel parisiense, visivelmente alterado, e mantido relações sexuais sem o consentimento da parceira.

 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »