02/01/2021 às 18h00min - Atualizada em 02/01/2021 às 18h00min

Paraíso: um bairro para entrar no roteiro de quem quer conhecer a cultura japonesa

Com muito charme, a região abriga diversas comunidades, restaurantes e empresas de imigrantes

DINO
https://www.transamericagroup.com.br/transamerica-prime-paradise-metro-paraiso?pht=42251578581388393

O bairro do Paraíso é um dos muitos da capital paulista que carregam a cultura japonesa em suas raízes. Assim como a Liberdade, a região abriga diversas comunidades, restaurantes e empresas de imigrantes que se fixaram em São Paulo ao longo dos anos. Além disso, as multinacionais instaladas na região atraem ainda centenas de viajantes japoneses que chegam todos os anos na cidade a negócios ou turismo.

Entre as principais opções de hospedagem para estes turistas, que muitas vezes demandam hospedagens long stay, destaca-se o Transamerica Prime Paradise Garden. O hotel já se firmou como um dos preferidos da comunidade por oferecer infraestrutura completa para longa temporada, além de atendimento em japonês e opção de café da manhã japonês, bem como o tradicional continental.

"Nossas suítes amplas, com metragens de 59 m² a 100 m², oferecem a conveniência de um hotel, com o conforto de uma casa, ideal para quem viaja para outro país a trabalho. Todas são equipadas com varanda, cozinha completa, máquina de lavar e secar roupas, estação de trabalho e 120MB de internet por apartamento. Outros atrativos são a varanda e a banheira com hidromassagem, também disponíveis em todas as acomodações", conta Simone Soares, gerente geral do hotel, que ainda tem serviços como lavanderia com limpeza a seco, estacionamento incluso na diária, sala de reuniões, academia e restaurante, que serve diariamente pratos contemporâneos para almoço e jantar.

Vale ressaltar que no momento todo o setor hoteleiro opera sob rigorosos protocolos. O Transamerica Prime Paradise Garden, por exemplo, tem a certificação Bureau Veritas com o Selo Safeguard de responsabilidade na prevenção à COVID-19. É exigido uso de máscara em todas as áreas comuns e dispensers de álcool em gel foram dispostos para uso abundante. A capacidade máxima de operação foi reduzida para assegurar o distanciamento seguro entre as pessoas e todos os apartamentos são lacrados por 24 horas após a saída do hóspede. Funcionários devem usar EPIs constantemente, lavar as mãos com frequência e passar por treinamentos contínuos com protocolos de limpeza e higiene.

 


Notícias Relacionadas »
Comentários »