05/06/2019 às 12h00min - Atualizada em 05/06/2019 às 12h00min

Polícia Civil desmonta uma fábrica clandestina de armas em Laranjal do Jari

Durante a ação, três irmãos, que comandavam a fábrica há mais de 20 anos, foram presos em flagrante

PC
As prisões em flagrante são resultado de uma operação, comandada pelo Delegado Estéfano Santos, com o objetivo de desmontar uma fábrica clandestina de armas. (Polícia Civil)

A Polícia Civil do Amapá, através da 1ª Delegacia de Polícia de Laranjal do Jari, prendeu Antonio Leite de Oliveira (49 anos), Eduardo Leite de Oliveira (47 anos) e João Leite de Oliveira (45 anos) pela prática dos crimes de comércio ilegal de arma de fogo (art. 17, Lei 10.826/03) e associação criminosa (art. 288, CP).

As prisões em flagrante são resultado de uma operação, comandada pelo Delegado Estéfano Santos, com o objetivo de desmontar uma fábrica clandestina de armas.

Ao todo, foram apreendidas 32 espingardas de diversos calibres, 102 canos de espingardas, 16 coronhas de armas desmontadas, além de apetrechos e maquinários utilizados para a fabricação de armas.

Durante interrogatório, os três irmãos acusados, informaram que comandavam a referida fábrica há mais de 20 anos; tendo diversos clientes, na maioria, caçadores.

Os acusados serão encaminhados à audiência de custódia.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »