13/01/2021 às 11h36min - Atualizada em 13/01/2021 às 11h36min

Procurado por tentar matar escrivão no Pará morre em confronto com a polícia em Macapá/Ap.

Michel Gordo confrontou a polícia no bairro Universidade, zona sul de Macapá.

Da Redação
Foto: Polícia Civil/Divulgação
Um dos chefes do crime organizado do Pará procurado por invadir uma delegacia e tentar matar um escrivão da Polícia Civil com 10 tiros morreu na manhã desta quarta-feira (13) em um confronto com policiais amapaenses e paraenses, numa área de pontes na Zona Sul de Macapá.

Antônio Miguel Costa Bastos, conhecido como “Michel  Gordo”, estava escondido no bairro Universidade.



A Polícia Civil do Amapá chegou até ele por meio da operação Redi Legi, que cumpriu mandados nos dois estados contra envolvidos no ataque à delegacia de São Domingos do Capim, no Pará, ocorrido em junho de 2020.

Segundo o delegado Fábio Araújo, da Delegacia de Polícia Especializada (DPE), quando os militares se aproximarem do local onde o criminoso estava escondido, ele disparou contra os agentes, que revidaram e o atingiram. Nenhum policial foi baleado.

O bandido era membro de uma facção que atuava dentro e fora dos presídios brasileiros. Ele era um dos criminosos mais procurados do estado vizinho.

Rosemeire Maia dos Passos, de 37 anos, esposa do foragido, também foi presa. Ela também estava foragida e segundo a polícia atuava no tráfico de drogas em Macapá.

A operação Redi Legi também cumpriu um mandado de prisão em Belém.
Notícias Relacionadas »
Comentários »