20/01/2021 às 02h45min - Atualizada em 20/01/2021 às 02h45min

Dormindo com o inimigo: ácaros no colchão

Os ácaros são seres minúsculos que causam diversas doenças alérgicas (rinite, asma e dermatite atópica) e sobrevivem em colchões, travesseiros e roupas de camas e adoram lugares úmidos.

DINO
http://www.superconforto.com.br

Silêncio, temperatura e iluminação são fatores determinantes para ter uma boa noite de sono, mas dormir em um bom colchão é essencial.

Vilões para a saúde respiratória e dermatológica e que passam despercebidos quando se pensa em um colchão de qualidade, esses são os ácaros.

Com o passar dos anos, colchões comuns podem até dobrar de peso devido aos ácaros que podem viver e se proliferar no objeto. Segundo pesquisadores da Unicamp, em 1kg de poeira podem ser encontrados até 40 mil desses organismos.

Atualmente, fabricantes de colchões terapêuticos têm investido em tecnologias que previnem esse tipo de acontecimento. Esse mercado já produz colchões com Perfilado Terapêutico, também conhecido como “caixa de ovo”, que é uma espuma com agentes bactericidas, antifúngicos e antiácaros. A superfície em alto relevo vulcanizado e poroso facilita a evaporação da transpiração, mantendo o colchão em uma temperatura adequada.

Outro investimento da indústria de colchões terapêuticos tem sido feito nos tecidos utilizados para fabricação. No caso da Super Conforto, uma das líderes no mercado de colchões tecnológicos, o tecido utilizado é o Super Fresh, que é feito de fibra de bambu com Aloe Vera, um agente bactericida natural.

Para evitar os ácaros é importante manter o ambiente sempre limpo, sem poeira e trocar os lençóis periodicamente. Também é válido o investimento em colchões e travesseiros tecnológicos, que oferecem maior resistência a esses organismos e dificultam sua proliferação.


Notícias Relacionadas »
Comentários »