10/06/2019 às 14h00min - Atualizada em 10/06/2019 às 14h00min

Juíza Auxiliar da Corregedoria do TJAP e equipe realizam visita técnica ao Tribunal de Justiça de São Paulo

O objetivo foi conhecer o selo digital de fiscalização cartorária do Tribunal paulista e colher subsídios e boas práticas visando a implantação efetiva no âmbito da Justiça do Amapá.

TJAP
Juíza Lívia Simone Oliveira de Freitas Cardoso, realizou visita técnica ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. (TJAP)

A Juíza Auxiliar da Corregedoria da Justiça do Amapá, Lívia Simone Oliveira de Freitas Cardoso; o Assessor Jurídico da Corregedoria, Rildo Brasil de Oliveira Lobato e o Diretor do Departamento de Sistemas do TJAP, Luiz Henrique Paranhos Barbosa, realizaram visita técnica ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP), no período de 03 a 04 de junho. O objetivo foi conhecer o selo digital de fiscalização cartorária do Tribunal paulista e colher subsídios e boas práticas visando a implantação efetiva no âmbito da Justiça do Amapá.

Na oportunidade, a comitiva foi recebida pelos juízes José Marcelo Tossi Silva, Assessor da Corregedoria e Coordenador da Equipe Extrajudicial; Marcelo Benacchio, Assessor e Membro da Equipe Extrajudicial; Stefânia Costa Amorim Requena, Assessora da CGJ-SP e Membro da Equipe Extrajudicial; e ainda pelo Diretor da Coordenadoria de Gestão do Setor Extrajudicial, Almir Barga Miras e Wagner Dias Gomes e Amaro Kanashiro Andrade, respectivamente, Diretor e Coordenador da Secretaria de Tecnologia da Informação - SP.

Durante a visita foi apresentado o sistema, com explicação detalhada de todas as suas funcionalidades e correspondentes especificações técnicas. Também foi realizada uma visita ao 1º Ofício de Registro de Imóveis da Capital, a fim de ser demonstrado o uso prático do selo digital e como ele atende a população. A Juíza Corregedora avaliou como extremamente produtivo o intercâmbio e projetou significativo ganho de excelência para a Justiça do Amapá.

“O Selo Digital de Fiscalização Cartorária é uma ferramenta imprescindível para o trabalho da Corregedoria na área extrajudicial, considerando que, essencialmente, proporciona segurança aos usuários dos serviços. O Tribunal de Justiça de São Paulo é responsável pela gestão de 1.530 serventias extrajudiciais em todo o Estado e imediatamente se prontificou a nos ceder gratuitamente, por meio da assinatura de um Termo de Cooperação Técnica, o código-fonte de seu sistema, bem como o compartilhamento de sua vasta experiência na atividade, o que, sem sombra de dúvida, será de grande valia para o nosso objetivo que é implantar e tornar viável o selo de fiscalização em toda a malha extrajudicial do Amapá”, relatou a magistrada.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »