16/02/2021 às 14h59min - Atualizada em 16/02/2021 às 14h59min

Covid-19: Município intensifica fiscalizações no período de carnaval em Macapá/Ap.

A operação de carnaval se estende até à quarta-feira de cinzas e barreiras policiais permanecerão montadas para evitar possíveis eventos festivos e aglomerações.

Ascom/PMM
Foto: PMM

Para coibir aglomerações e eventos no período do carnaval em Macapá, a Guarda Civil Municipal, secretarias de Zeladoria Urbana, Meio Ambiente, Companhia de Transportes e Trânsito (CTMac) e Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) iniciaram, nesta segunda-feira (15), uma operação conjunta de fiscalização no município. As medidas restritivas foram decretadas para evitar a proliferação da Covid-19.

A ação conjunta começou pelo Complexo do Jandiá. Após denúncia da realização de uma festa clandestina, Guarda Civil Municipal antecipou a chegada das equipes ao local e montou barreiras no entorno da praça para evitar a entrada de ambulantes e possíveis brincantes no espaço.

A operação de carnaval se estende até à quarta-feira de cinzas e barreiras policiais permanecerão montadas para evitar possíveis eventos festivos e aglomerações.
 

Atenção redobrada

Atualmente, o Complexo do Jandiá tem sido constante alvo de denúncias desta natureza, como explica o Inspetor Jesiel Cordeiro, Comandante Geral da Guarda Civil Municipal de Macapá.

“Essa área necessita de cuidado maior, pois está sempre aglomerada de pessoas. A única forma de ter o controle é chegando mais cedo, para dispersar os ambulantes e evitar que veículos estacionem no local”, pontuou o Comandante Geral.

A operação de carnaval inicia às 16h no Complexo do Jandiá. No período noturno, as equipes de fiscalização atuam fazendo rondas pela cidade, supervisionando o horário de funcionamento de restaurantes, lanchonetes e pequenos empreendimentos, com permissão para abertura até às 22h.

Serviços na modalidade delivery podem atender o público até meia noite. Bares, boates, clubes de lazer, balneários públicos e privados continuam com serviços suspensos.


Notícias Relacionadas »
Comentários »