17/02/2021 às 14h12min - Atualizada em 17/02/2021 às 14h12min

Homem que matou 24 pessoas incluindo o irmão, cujo coração arrancou, foi solto em Maceió/AL.

Erivaldo Francisco ganhou liberdade porque a Constituição proíbe prisão superior a 30 anos.

Com informações diariodopoder
Foto: Gazetaweb
Um dos mais perigosos assassinos de todos os tempos, Erivaldo Francisco Neves de Oliveira, conhecido como Cabelinho, que confessou 24 homicídios, treze deles dentro do sistema prisional, foi solto em Maceió na última sexta-feira (12), véspera de carnaval.

Cabelinho diz que só se arrepende do assassinato do próprio irmão, com quem dividia a cela. Foram “umas cem” facadas, segundo seu próprio relato, “como se tivesse com fome e tivesse almoçando”. Ele abriu o peito do próprio irmão para arrancar seu coração.

Apesar desse histórico, ele saiu pela porta da frente do presídio Baldomero Cavalcante, em Alagoas, após trinta anos trancafiado. A Constituição brasileira determina que qualquer condenado só pode permanecer preso pelo prazo máximo de 30 anos.

Notícias Relacionadas »
Comentários »