18/02/2021 às 13h14min - Atualizada em 18/02/2021 às 13h14min

Homem é indiciado por exigir cargo público como condição para não propagar Fake News na internet em Macapá/Ap.

Segundo foi apurado nas investigações, o suspeito estaria constrangendo um dirigente de órgão público a lhe nomear para ocupar um cargo em comissão e, caso não fosse escolhido, realizaria a difusão de fake news e críticas públicas à atuação dele frente à pasta nas redes sociais.

Polícia Civil
Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil do Estado do Amapá, por meio da 6° Delegacia de Polícia da capital, indiciou na manhã de hoje um homem de 29 anos de idade pelos crimes de constrangimento ilegal e difamação duplamente majorada.

Segundo foi apurado nas investigações, o suspeito estaria constrangendo um dirigente de órgão público a lhe nomear para ocupar um cargo em comissão e, caso não fosse escolhido, realizaria a difusão de fake news e críticas públicas à atuação dele frente à pasta nas redes sociais.  


O início do contato se deu com a nomeação do gestor para ocupar a secretaria. 


Tendo em vista o não acolhimento do pedido de nomeação, o suspeito realizou diversas ofensas à honra objetiva do dirigente público nas redes sociais entre os meses de Janeiro e Fevereiro de 2021 com o objetivo de pressioná-lo. 


"Constatou-se que as ligações realizadas pelo suspeito e ofensas nas redes sociais tinham o caráter eminentemente difamatório e o objetivo precípuo consistia em pressionar o dirigente a nomeá-lo no cargo em comissão", informou o Delegado de Polícia Leandro Vieira Leite, que presidiu as investigações. 

Notícias Relacionadas »
Comentários »