27/02/2021 às 11h05min - Atualizada em 27/02/2021 às 11h05min

Tribunal de Justiça do Amapá realiza Sessão Solene de posse da nova Mesa Diretora para o Biênio 2021-2023

A cerimônia ocorreu de forma híbrida em respeito às recomendações de distanciamento social, nesta sexta-feira (26), no Plenário da 10ª Zona Eleitoral de Macapá.

TJAP
Foto: TJAP

O Hino Nacional Brasileiro lindamente interpretado pela cantora Hanna Paulino e o quinteto TK Cia Musical abriu a Sessão Solene de Posse da Nova Mesa Diretora do Tribunal de Justiça do Amapá para o Biênio 2021-2023, composta pelos desembargadores Rommel Araújo, presidente; Carlos Tork, vice-presidente; e Agostino Silvério Junior, corregedor-geral. A cerimônia ocorreu de forma híbrida em respeito às recomendações de distanciamento social, nesta sexta-feira (26), no Plenário da 10ª Zona Eleitoral de Macapá.

Ao despedir-se da presidência do Poder Judiciário amapaense, o desembargador João Lages informou que deixou como prestação de contas um Relatório de Gestão Digital, “que será enviado para todos os pares, magistrados, servidores, autoridades e profissionais de imprensa”. Agradeceu a todos que colaboraram com sua administração “marcada pela superação e pelos avanços na estruturação da Justiça para os próximos 30 anos, com fortes investimentos em tecnologia da informação, o que permitiu ao Tribunal manter a prestação jurisdicional nos momentos mais desafiadores”.


 

O decano da Justiça do Amapá, desembargador Gilberto Pinheiro, fez o discurso de boas-vindas aos novos dirigentes do Tribunal de Justiça do Amapá. Após fazer um memorial da trajetória do novo presidente, disse que “Rommel Araújo percorreu toda a série dos grandes magistrados, daqueles que em particular ponderam sobre as maiores responsabilidades de administrar a Justiça, para quem os direitos dos mais miseráveis são os mesmos daqueles que se encontram no topo da pirâmide social”.


 

Empossado como presidente do Poder Judiciário, o desembargador Rommel Araújo deu posse aos novos vice-presidente e corregedor, desembargadores, Carlos Tork e Agostino Silverio Junior, respectivamente. 


 

Ao iniciar seu discurso o novo presidente do TJAP reforçou a política de enfrentamento à pandemia adotada pelo Justiça, se solidarizando com os “familiares das 1.135 pessoas que faleceram no Amapá vitimadas pela COVID-19”. O magistrado falou também que sua gestão investirá fortemente em tecnologia da informação e inteligência artificial, e enfatizou a importância do respeito às instituições democráticas neste período de crise social.


 

 

Compondo a Mesa de Honra da solenidade os desembargadores que compuseram a Mesa Diretora no Biênio 2019-2021, João Lages, presidente; Sueli Pini, vice-presidente e Carmo Antônio de Souza, corregedor-geral; desembargadores Gilberto Pinheiro (virtualmente); Agostino Silvério Júnior; Carlos Tork; Rommel Araújo; Adão Carvalho (virtualmente) e Jayme Ferreira; governador Waldez Góes; senador Lucas Barreto; deputado André Abdon; deputado estadual Paulinho Ramos, representando a ALAP; conselheiro Amiraldo Favacho, representando o TCE-AP; procuradora-geral de justiça do MP-AP, Ivana Cei; o subdefensor-geral do estado, Raphael Monteiro, representando a DPE-AP; presidente da OAB-AP, Auriney Brito; prefeito de Macapá, Antonio Furlan; vice-presidente para assuntos legislativos da AMB, juíza Elayne Cantuária; presidente da AMAAP, juiz José Bonifácio Lima da Mata; presidente do SINJAP, Anne Marques e presidente do SINDOJUS, Geraldo Magela.


Notícias Relacionadas »
Comentários »