13/06/2019 às 12h00min - Atualizada em 13/06/2019 às 12h00min

Policia Civil investiga e desvenda dinâmica de crime de homicídio doloso em Vitória do Jari

O acusado foi capturado em operação conjunta da Polícia Civil e da Polícia Militar, permanecendo preso após o deferimento do pedido de sua prisão temporária

PC
Ainda pela madrugada, os Agentes de Polícia Civil imediatamente iniciaram diligências para obterem informações sobre a dinâmica do crime em todas as suas circunstâncias. (Reprodução/Facebook)

Na madrugada desta segunda-feira (10), um adolescente de 17 anos foi golpeado no pescoço, com uma faca, após discussão por motivos fúteis, vindo a falecer na Unidade Mista de Saúde de Vitória do Jari. De imediato, uma guarnição da Polícia Militar foi até o local e conseguiu identificar e conduzir o suspeito Mateus Sousa da Silva, de 19 anos de idade, até a Delegacia de Polícia de Vitória do Jari.

Ainda pela madrugada, os Agentes de Polícia Civil imediatamente iniciaram diligências para obterem informações sobre a dinâmica do crime em todas as suas circunstâncias. Conversaram com populares, tiraram fotos do local, acionaram a Polícia Técnica (Politec) e através de imagens de câmera de segurança vislumbraram que o acusado estava usando uma camisa de cor laranja.

Ao chegarem na casa do suspeito, a genitora dele franqueou a entrada e os agentes observaram que a camisa que o suspeito estava utilizando no momento do crime estava de molho com alvejante. Indagaram a senhora, e foi informado que o seu filho tinha chegado em casa de madrugada e colocado a camisa para lavar.

Após todo o trâmite do Auto de Prisão em Flagrante realizado na Delegacia de Polícia de Vitória do Jari, o suspeito foi posto na cela e, quando estava sozinho, danificou uma luminária e escreveu na parede seu nome e o número 121, fazendo referência ao artigo do Código Penal e ao crime que horas antes tinha cometido, bem como escreveu o nome de três facções criminosas.

Diante os fatos, o Delegado Titular de Vitória do Jari, Carlos Alberto, pediu a prisão temporária do suspeito por se tratar de um crime hediondo, não ter residência fixa, nem emprego formal e ainda faltarem diligências imprescindíveis para o deslinde do inquérito, como: oitiva de testemunhas e a realização de exames de corpo de delito para ser desvendada toda a dinâmica do perverso crime; ao qual foi dado parecer favorável da representante do Ministério Público e deferido pelo MM. Juiz.

“Sinto orgulho em fazer parte da equipe da Polícia Civil de Vitória do Jari; numa ação conjunta entre a Polícia Militar e a Polícia Civil, conseguimos prender o suspeito e desvendar a dinâmica do crime. A atuação do Oficial de Polícia Flávio Muinhos foi de vital importância, uma vez que, saiu em diligência para colher elementos de informação valiosos. Sobre os danos na cela o suspeito será indiciado pelo crime de dano qualificado”, destacou o Delegado.

Os moradores de Vitória do Jari podem contar com o “Disque Denúncia”, através do telefone (96) 99154-4989, em que o anonimato é garantido ao denunciante. Pelo aplicativo WhatsApp é permitido ainda encaminhar fotos e vídeos.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »