14/06/2019 às 22h00min - Atualizada em 14/06/2019 às 22h00min

Sérgio Moro é refém dos próprios atos, diz Humberto Costa

Na avaliação do senador, ao prestar esclarecimentos ao Senado na próxima semana, o ministro não poderá mais "assumir o papel de super-herói da república de Curitiba".

Agência Senado
Humberto Costa disse que Sérgio Moro, é refém dos seus próprios atos. (Jefferson Rudy/Agência Senado)

O senador Humberto Costa (PT-PE) disse em Plenário,  que o ministro da Justiça, Sérgio Moro, é refém dos seus próprios atos. Para ele, as mensagens trocadas entre ele e os procuradores da Lava Jato, e publicados pelo site The Intercept Brasil, no último domingo (9), deixam claro que houve retribuição pelos serviços que o então juiz prestou à eleição de Jair Bolsonaro.

Na avaliação do senador, ao prestar esclarecimentos ao Senado na próxima semana em audiência na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), o ministro não poderá mais "assumir o papel de super-herói da república de Curitiba". Ele defendeu que Moro seja afastado do cargo.

— Houve uma negociação entre Bolsonaro e Moro envolvendo um dos cargos mais elevados da República. Agora, quando as conversas dos protagonistas da Lava Jato vêm à tona, todos passamos a ter conhecimento do mecanismo que operou para que se chegasse a isso. É incompreensível que Sérgio Moro — esse homem que sempre se vendeu como uma vestal — seja pego em um escândalo dessa proporção e permaneça no cargo como se nada houvesse acontecido — criticou.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »