17/06/2019 às 20h00min - Atualizada em 17/06/2019 às 20h00min

Operação ‘Cinturão Rodoviário’ coíbe crimes nas rodovias estaduais

Operação aconteceu na noite desta sexta-feira, 14, nas rodovias do Amapá. Segundo a Polícia Militar (PM), ação mobilizou 60 policiais militares

Portal Amapá
Operação contou com aproximadamente 60 militares de vários batalhões de Macapá e Santana. (Philippe Gomes/Secom)

A Polícia Militar do Amapá realizou, na noite desta sexta-feira, 14, a Operação Cinturão Rodoviário. Durante a ação foram realizadas mais de 350 abordagens nas rodovias amapaenses. A operação teve início às 21h e encerrou por volta das 3h.

De acordo com o balanço da PM/AP foram abordados 146 pessoas, 173 carros, 64 motos e 3 ônibus. Essas abordagens resultaram em 4 pessoas conduzidas para a Delegacia de Polícia Civil, 19 averiguações de suspeitos, 2 boletins de ocorrência, 139 testes de etilômetro, 32 autuações por infração de trânsito, 9 CNHs recolhidas e 1 CRLV recolhido.

Além disso, durante a operação, três suspeitos de roubo a um estabelecimento comercial no bairro Buritizal foram presos. Com eles foi apreendida uma arma de fogo, sete munições, um veículo e os objetos roubados.

De acordo com o comandante do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE), major Carlos Augusto Rodrigues, o objetivo é coibir crimes e garantir a segurança de quem trafega nas principais rodovias estaduais.

“Estivemos com barreiras fixas montadas em pontos estratégicos e iremos realizar abordagens em todos os veículos que passarem por elas. Abordamos aproximadamente 200 veículos. Os condutores foram convidados a fazerem o teste do etilômetro. Também fiscalizamos veículos e passageiros para evitar ilícitos e possíveis crimes”, frisou o comandante. O BPRE é quem ficará responsável pela operação.

O trabalho contou com o reforço de aproximadamente 60 militares de vários batalhões de Macapá e Santana, da Operação Lei Seca, além do apoio do canil do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e da Policia Rodoviária Federal (PRF/AP) que atuou nas rodovias federais.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »