05/04/2021 às 11h33min - Atualizada em 05/04/2021 às 11h33min

LG vai encerrar operações mundiais no mercado de celulares

Alegou perdas de US$ 4 bilhões. Medida afeta fábrica de Taubaté (SP)

Com informações poder360
Foto:Divulgação

A LG anunciou que vai encerrar as operações no mercado de smartphones. A decisão foi aprovada por seu conselho de administração na manhã desta 2ª feira (5.abr.2021). A desaceleração do negócio de telefonia móvel deve ser concluído até 31 de julho. Eis a íntegra (31 KB) do comunicado.

“A decisão estratégica da LG de sair do setor de telefonia móvel incrivelmente competitivo permitirá à empresa concentrar recursos em áreas de crescimento, como componentes de veículos elétricos, dispositivos conectados, casas inteligentes, robótica, inteligência artificial e soluções business-to-business, bem como plataformas e serviços”, declarou a empresa, que informou que o estoque de alguns modelos de smartphones existentes ainda estarão disponíveis.

Em nota à imprensa, a sul-coreana afirmou que o fim das operações no mercado de celulares foi definida após sucessivos prejuízos no setor. “Desde o segundo semestre de 2015, o nosso negócio global de celulares tem sofrido uma perda operacional por 23 trimestres consecutivos, resultando em um acumulado de aproximadamente 4,1 bilhões de dólares (US) [em perdas] até o final de 2020″, informou.

A medida deve impactar diretamente a fábrica de Taubaté, no interior de São Paulo, a única da empresa sul-coreana no Brasil voltada para a produção de celulares. A unidade, que também produz monitores, tem cerca de 1.000 funcionários. Desse total, 400 estão alocados na área celulares.

O Sindicato dos Metalúrgicos do município disse que a empresa não informou sobre os impactos da decisão em relação aos trabalhadores e à fábrica de Taubaté. A entidade sindical afirmou que tem reunião agendada com a direção nesta 3ª feira (6.abr.2021). Disse ainda que busca desde janeiro reuniões com a empresa, mas não foi atendido.

O Poder360 questionou a empresa sobre qual deve ser o futuro dos trabalhadores da fábrica, mas não recebeu resposta até a publicação desta reportagem.

No comunicado, a LG diz que “trabalhará em colaboração com fornecedores e parceiros de negócios durante o encerramento do negócio de telefonia móvel”. “Os detalhes relacionados ao emprego serão determinados em nível local”, informou.

SERVIÇO A CLIENTES

A empresa também informou que fornecerá suporte de serviço e atualizações de software para clientes de produtos móveis existentes por um período que irá variar de acordo com a região.

 

“Seguindo em frente, a LG continuará a alavancar sua experiência móvel e desenvolver tecnologias relacionadas à mobilidade, como 6G para ajudar a fortalecer ainda mais a competitividade em outras áreas de negócios. As principais tecnologias desenvolvidas durante as duas décadas de operações de negócios móveis da LG também serão mantidas e aplicadas a produtos existentes e futuros.”

Eis a íntegra da nota divulgada à imprensa:

“Desde o segundo semestre de 2015, o nosso negócio global de celulares tem sofrido uma perda operacional por 23 trimestres consecutivos, resultando em um acumulado de aproximadamente 4,1 bilhões de dólares (US) até o final de 2020.

Depois de avaliar todas as possibilidades para o futuro do nosso negócio de celulares, o Headquarter Global decidiu por fechar esta divisão a fim de fortalecer sua competitividade futura por meio de seleção e foco estratégico.

Como uma companhia que valoriza profundamente a contribuição de cada funcionário, cliente e parceiro LG, nós comunicaremos de forma aberta e transparente durante este processo, buscando uma abordagem justa e pragmática, enquanto atendemos as obrigações jurídicas.

É com tristeza que compartilhamos esta notícia com os nossos clientes e parceiros que ao longo de todos estes anos nos demonstraram confiança e nos deram apoio.

A LG Electronics do Brasil agradece vocês e irá se concentrar fortemente em seus negócios de modo a continuar a fornecer produtos e serviços inovadores que tornarão a vida melhor.” 


Notícias Relacionadas »
Comentários »