18/04/2021 às 15h00min - Atualizada em 18/04/2021 às 15h00min

Reabilitação: o que é plano terapêutico?

Com o aumento do estresse e ansiedade, o álcool pode se tornar escapatória para algumas pessoas. Atualmente, 20% da população afirma fazer uso abusivo da substância

DINO
https://grupodereabilitacao.com.br/


O consumo de álcool pode ser visto apenas como recreativo. Ainda assim, muitos brasileiros enfrentam problemas relacionados à dependência quando o assunto é consumo abusivo da substância. De acordo com o Ministério da Saúde, o hábito de consumir bebidas alcoólicas excessivamente cresceu nos últimos anos: 20% da população afirmou beber mais do que deveria - e reconheceu a situação. 

De acordo com a CNM, Confederação Nacional de Municípios, o alcoolismo pode ser considerado uma doença crônica. Influenciando aspectos comportamentais e socioeconômicos, a dependência no álcool se equipara a qualquer droga - lícita ou ilícita -, situação considerada patológica pela OMS, Organização Mundial da Saúde.

Desmistificando 

Poucos associam a dependência do álcool ao seu impacto real na vida de um cidadão. O 3º Levantamento Nacional sobre o Uso de Drogas Pela População Brasileira demonstrou que 44,5% dos brasileiros acredita que o crack seja a droga que mais mata. Enquanto isso, pouco mais de 25% aposta no álcool como nocivo. O que poucos sabem é que a substância mata 3 milhões de pessoas todos os anos, segundo a OMS, Organização Mundial da Saúde.

“Muitas pessoas em situação de dependência mascaram a situação em relação ao uso do álcool, afinal, faz parte do cotidiano e seu consumo é socialmente aceito. Inclusive, muitas pessoas retornam de seus tratamentos de reabilitação e decidem consumir álcool por entenderem que é uma droga mais tolerável”, diz Tiago Casoto, sócio-fundador do Grupo de Reabilitação. O especialista afirma que, de fato, poucos entendem a gravidade de voltar aos velhos hábitos por meio das bebidas. 

Plano terapêutico

O plano terapêutico é desenvolvido para pacientes de forma individual e colaborativa, com apoio dos profissionais presentes nas clínicas de reabilitação. Desde o início o planejamento é estabelecido pensando na adesão e continuidade. 

“Um paciente não finaliza o seu tratamento depois de algumas semanas ou meses de cuidado assistido. Trata-se de um cuidado que será estendido pelo resto de sua vida”, explica Tiago. Por esse motivo, pilares como o planejamento não podem ser deixados em segundo plano, uma vez que podem ditar o sucesso da assistência como um todo.

Apoio especializado

O Grupo de Reabilitação é uma empresa que busca promover a saúde, atendendo a necessidade individual de cada paciente. Todo o corpo clínico possui qualificação e preparo para atender todos os níveis de Dependência Química e comorbidades, com profissionais com formação nas áreas em que atuam.

Todas as unidades do Grupo de Reabilitação contam com um espaço amplo, proporcionando momentos diversificados - entre eles, terapia e lazer. Além disso, todos os meses a clínica promove campanhas de apoio à saúde mental. 

Mais informações em: https://grupodereabilitacao.com.br/

Notícias Relacionadas »
Comentários »