20/06/2019 às 22h00min - Atualizada em 20/06/2019 às 22h00min

Desembargador Carmo Antônio e juiz Nilton Bianquini conduzem 4º Círculo de Diálogos sobre “Gestão Judiciária”

O desembargador Carmo Antônio de Souza ressaltou a vontade de mostrar para os magistrados a importância de se escolher com responsabilidade as pessoas que devem compor sua equipe de trabalho.

TJAP
TJAP recebeu o 4º Círculo de Diálogos do “Programa InterAÇÃO”, uma realização do TJAP por meio da Escola Judicial do Amapá - EJAP. (TJAP)

O Plenário do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP) recebeu o 4º Círculo de Diálogos do “Programa InterAÇÃO”, uma realização do TJAP por meio da Escola Judicial do Amapá - EJAP. Com a temática “Gestão Judiciária”, o encontro teve como formadores o desembargador Carmo Antônio de Souza e o juiz Nilton Bianquini Filho. Participaram da rodada de diálogo magistrados e servidores.

O desembargador Carmo Antônio de Souza ressaltou a vontade de mostrar para os magistrados a importância de se escolher com responsabilidade as pessoas que devem compor sua equipe de trabalho. “Em um gabinete de juiz toda a produção diária passará por essas mãos. É necessário existir uma escolha com boa qualificação, por isso nosso objetivo foi mostrar que uma sábia gestão propõe melhoria não só da produtividade, mas, acima de tudo um bem estar para todos aqueles que trabalham no mesmo ambiente”, destacou.

O juiz Nilton Bianquini Filho, titular da 2ª Vara do Juizado Especial de Fazenda Pública de Macapácom sua grande experiência na magistratura e referência de boa atuação no Judiciário estadual, foi convidado para dividir sua competência com os demais juízes e servidores

“A minha ideia foi de explanar sobre as ferramentas disponíveis, como a aplicação do sistema Tucujuris, um ambiente na web de gestão de processos que possibilita colher muitas informações, e que os nossos colegas magistrados muitas vezes não possuem tempo de estudar suas possibilidades”, destacou o magistrado.

Segundo o diretor do EJAP, desembargador Carlos Tork, tem sido positivo os círculos de diálogos que buscam, em termos de informação técnica e socialização de informação, uma enriquecedora troca de experiências para a boa utilidade da Justiça estadual.

“A partir desses encontros fortalecemos a nossa colaboração, pois nós passamos a compreender que dependemos do trabalho um do outro para uma boa prestação de serviços da Justiça e satisfação do nosso jurisdicionado”, concluiu o desembargador.

A 5ª edição do Círculo de Diálogos acontecerá no dia 1º de julho com o tema “Educação Cooperativa”, e será conduzido pelo servidor Marcos Mendes, instrutor da EJAP, e pelo professor Paulo Guerra, diretor executivo da escola.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »