20/06/2019 às 06h00min - Atualizada em 20/06/2019 às 06h00min

40 estudantes da Escola Estadual Coelho Neto concluem etapa teórica do Curso de Aluno Conciliador

Em agosto terão a oportunidade de concluir o curso com a fase prática do aprendizado.

TJAP
Os alunos aprenderam como auxiliar na resolução de conflitos em sala de aula e nas demais dependências do educandário. (TJAP)

Ocorreu o encerramento da etapa teórica do Curso de Aluno Conciliador na Escola Estadual Coelho Neto, quando 40 estudantes concluíram esta fase da capacitação. Os alunos aprenderam como auxiliar na resolução de conflitos em sala de aula e nas demais dependências do educandário. Em agosto terão a oportunidade de concluir o curso com a fase prática do aprendizado.

A coordenadora do programa Euzinete Bentes explicou que, uma vez capacitados, “os alunos passam a desenvolver atividades como recepcionar os pais nos dias de reuniões de pais e mestres; realizar círculos restaurativos dentro das salas de aula – foram selecionados de dois a três alunos de cada sala para o curso”. Todo esse trabalho é supervisionado pelo Núcleo de Conciliação e Mediação da escola. “Eles aprendem a conversar, planejar e realizar sua atuação conciliadora, conseguindo detectar situações de conflito e colegas que possam estar precisando de ajuda de alguma forma”, explicou Euzinete.

No mês de novembro próximo esses estudantes receberão certificados de Aluno Conciliador durante cerimônia no Plenário do TJAP, juntamente com outras turmas que estão passando pela mesma capacitação.

Antes da certificação, os alunos ainda participarão de duas oficinas temáticas no Pleno do TJAP. Uma delas terá como tema “Namoro sem violência”, que visa trabalhar a prevenção da violência contra a mulher; a outra abordará o tema “Valorização da Vida”, visando reforçar o combate à depressão, à automutilação e o suicídio.

As escolas estaduais Sebastiana Lenir e Antônio Cordeiro Pontes serão as próximas a receber a equipe do Programa de Conciliação Escolar, do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos do Judiciário (Nupemec/TJAP), responsável pela iniciativa.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »