08/05/2021 às 10h04min - Atualizada em 08/05/2021 às 10h04min

Empreendedores da Praça Jaci Barata são remanejados temporariamente para o estacionamento da praça do coco em Macapá/Ap

Os trabalhadores ocuparão uma área na rua Azarias Neto, na parte de trás da Praça do Coco, a partir deste sábado (08).

Ascom/PMM
Foto:PMM

Desde o início das obras de reforma e revitalização da Praça Jaci Barata, a Prefeitura de Macapá vem articulando uma série de medidas para que não aconteça a interrupção das atividades comerciais dos empreendedores que atuam no local. A primeira medida adotada foi uma negociação junto ao Governo do Estado do Amapá (GEA) para que uma área externa do Macapá Hotel fosse disponibilizada temporariamente para utilização dos empreendedores. A solicitação da Prefeitura foi aceita e até que o espaço seja formalmente cedido ao município e passe por uma preparação, os trabalhadores ocuparão uma área na rua Azarias Neto, na parte de trás da Praça do Coco, a partir deste sábado (08).

O espaço foi organizado pela Secretaria Municipal do Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Inovação (Semtradi). O local abrigará 24 empreendedores que atuam com infláveis, cama elástica, comercialização de pipoca, doces e venda de brinquedos. Além disso, a área contará com estruturas cobertas e com grades para aos empreendedores que atuam com a comercialização de gêneros alimentícios.

“Não vamos permitir que os trabalhadores fiquem mais um período sem trabalhar, e mesmo ficando no local por um período curto, vamos garantir que todos tenham um espaço digno, organizado para venderes seus produtos e atenderem seus clientes”, disse o chefe da Divisão de Feiras e Mercado da Semtradi, Israel Júnior.

Para a organização do espaço, a Semtradi fez uma parceria com as Companhias de Eletricidade do Amapá (CEA) e a Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa) para oferecer a estrutura necessária para o desenvolvimento das atividades. Com destas parcerias, foi possível disponibilizar energia elétrica e pontos de luz nos quiosques e, também a instalação de pia e a viabilização torneia e água nos boxes que farão parte da praça de alimentação.

A Semtradi ainda cadastrou todos os empreendedores em projetos sociais da Prefeitura e no benefício do Auxílio Alimentação, concedido pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas). O benefício é viabilizado por emenda parlamentar no valor de R$ 19 milhões alocados pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede), e deputados federais Acácio Favacho (Pros) e Luiz Carlos (PSDB). A concessão do benefício aguarda a anuência do Ministério Público do Estado do Amapá (MP-AP).


Notícias Relacionadas »
Comentários »