26/04/2019 às 20h00min - Atualizada em 26/04/2019 às 20h00min

Participantes do 'De férias com o ex' falam o que vão aprontar na quarta temporada

Apesar de os participantes entrarem solteiros no reality, há sempre um(a) ex-namorado(a) ressurgindo para apimentar as relações.

Agência o Globo
Jovens confinados em uma mansão, em Ilhabela (SP), filmados 24 horas por dia, no clima de colônia de férias, com pegação sem pudores e muita treta. (Agência o Globo)

Jovens confinados em uma mansão, em Ilhabela (SP), filmados 24 horas por dia, no clima de colônia de férias, com pegação sem pudores e muita treta. Porque, apesar de os participantes entrarem solteiros no reality, há sempre um(a) ex-namorado(a) ressurgindo para apimentar as relações. Essa é a proposta do “De férias com o ex Brasil”, que chegou a sua quarta temporada nesta quinta,dia 25, às 22h, na MTV, com 12 capítulos que foram gravados em março. O problema é que, no fim, ninguém ganha R$ 1,5 milhão, como acontece no “BBB”. Mas, com a visibilidade dada pelo programa, é bem possível se aproximar desse número em seguidores nas redes sociais.

— Eu me inscrevi porque sempre achei o reality divertido, mas também porque queria ter voz nas redes sociais. Eu brigo pela luta racial e, além de me divertir, a visibilidade me ajuda a atingir mais pessoas — diz a militante Sarah Fonseca, de 25 anos: — Não é porque fico com vários na mesma noite que não posso lutar pelo que quero.

 

A moradora de Niterói tinha 22 mil seguidores no ato da inscrição. Agora, depois de ser anunciada no reality, tem 36 mil. E aposta que esse número vai crescer.

Consciência parecida tem também o participante carioca Gabriel Agilo. Mas ele sabe que a exposição tem um preço. Como a tentação é grande, o atleta de slackline foi diversas vezes para debaixo do edredom no confinamento e transou até sem ter o cobertor por cima. Agora brinca que está tentando convencer a família a não assistir a TV.

— Teve bastante sexo. Graças a Deus (risos)! Não tem nada ali que eu queira esconder, mas não queria minha avó assistindo. Mostrei algumas cenas para a família, e, em dez minutos de programa, já acharam melhor parar porque tinha crianças na sala — diz Gabriel aos risos.

 

Os ex-namorados que surgem ao longo do programa têm motivações diversas: alguns querem vingança, outros preferem reconquistar o amor e tem aqueles que só querem contribuir com a farra.

— Tem ex que eu adoraria ver e ex que morreria de medo se aparecesse. No fim, todo mundo se envolve — diz Sarah.

E numa casa com tanto amor livre, dá para ter ciúme entre os moradores?

— Uma frase que resume: “dividir é multiplicar”. Seria hipócrita querer dividir a ex dos outros e ficar com ciúme das minhas... Se está claro desde o início, sempre fica tudo bem — define Gabriel.
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »