22/06/2021 às 16h48min - Atualizada em 22/06/2021 às 16h48min

Índios lançam flechas em frente ao Congresso; polícia usa bombas de gás

Um policial legislativo foi atingido na perna, um servidor no tórax e um policial militar no pé

Com informações Metrópoles
Foto: DivulgaçãoLéo Otero 21.06.2021
A Secretaria de Comunicação (Secom) da Câmara dos Deputados afirmou, nesta terça-feira (22/6), que três pessoas – um policial militar, um policial legislativo e um servidor da área administrativa – foram atingidas por flechas durante confronto entre policiais e indígenas no Anexo 2 da Câmara.

A tensão ocorreu por causa do Projeto de Lei nº 490, de 2007, que altera o Estatuto do Índio. A matéria constava na pauta da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa Legislativa, mas, em meio ao confronto, o colegiado cancelou a sessão.

Segundo a Casa, por volta das 12h30 desta terça-feira, cerca de 500 indígenas – em sua maioria, armados com flechas e tacapes – tentaram invadir a Câmara dos Deputados.

“Os policiais legislativos repeliram os indígenas com bombas de efeito moral, gás de pimenta e gás lacrimogêneo. Não houve disparo de tiros ou qualquer tipo de agressão física contra os manifestantes. Um policial legislativo foi atingido na perna por uma flecha e um servidor da área administrativa da Polícia Legislativa foi flechado no tórax”, diz a nota.

“Ambos foram transferidos para um hospital privado do Distrito Federal. Um policial militar foi flechado no pé, mas já foi atendido no Departamento Médico da Câmara e passa bem”, acrescenta.
 

Leia a nota da Secom da Câmara:

“Por volta das 12h30 desta terça-feira, cerca de 500 indígenas, em sua maioria armados com flechas e tacapes, tentou invadir o Anexo II da Câmara dos Deputados. De início, eles derrubaram os gradis da entrada do edifício e os arremessaram contra os policiais legislativos. Logo depois, várias flechas foram disparadas contra os policiais, ainda na tentativa de invasão do anexo. Os policiais legislativos repeliram os indígenas com bombas de efeito moral, gás de pimenta e gás lacrimogêneo. Não houve disparo de tiros ou qualquer tipo de agressão física contra os manifestantes. Um policial legislativo foi atingido na perna por uma flecha e um servidor da área administrativa da Polícia Legislativa foi flechado no tórax. Ambos foram transferidos para um hospital privado do Distrito Federal. Um policial militar foi flechado no pé, mas já foi atendido no Departamento Médico da Câmara e passa bem. O Anexo II da Câmara não foi ocupado. A situação está calma no momento e os indígenas não estão mais no local.”

 

 

 


Notícias Relacionadas »
Comentários »