28/06/2019 às 20h00min - Atualizada em 28/06/2019 às 20h00min

Polícia Civil indicia 10 pessoas pelos crimes de calúnia e difamação praticados pela internet

As vítimas são um Senador da República e outros políticos do Estado.

PC
A Polícia Civil do Estado do Amapá, por meio da 6ª Delegacia de Polícia da capital, concluiu 03 (três) Inquéritos Policiais que redundaram no indiciamento de 10 (dez) pessoas pelos crimes de calúnia e difamação cometidos pelas redes sociais. (Polícia Civ

A Polícia Civil do Estado do Amapá, por meio da 6ª Delegacia de Polícia da capital, concluiu  03 (três) Inquéritos Policiais que redundaram no indiciamento de 10 (dez) pessoas pelos crimes de calúnia e difamação cometidos pelas redes sociais.

As vítimas são um Senador da República e outros políticos do Estado.

De acordo com o que foi apurado no Inquérito Policial, as ofensas de notável caráter difamatório, as que veiculam palavras de baixo calão em relação aos ofendidos, as que imputam conduta criminosa e as denominadas Fake News difamatórias, foram coibidas na investigação.

Segundo o Delegado de Polícia Leandro Vieira Leite, que presidiu as investigações, “não há que se confundir a liberdade de expressão garantida pela Constituição Federal com a conduta criminosa consistente em imputar ofensas pessoais nas redes sociais com a utilização de palavras esdrúxulas, de baixo calão, que indiquem a prática de crimes a agentes públicos sem a comprovação fática, que visam apenas denegrir a imagem da pessoa no meio social, seja essa pessoa pública ou não, e isso nós devemos coibir”.

A investigação contou com a colaboração do site de relacionamentos FACEBOOK SERVIÇOS ONLINE DO BRASIL na indicação do cadastro das pessoas envolvidas com as ofensas.

Outras investigações foram instauradas para apurar novas ofensas nas redes sociais.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »