01/07/2019 às 06h00min - Atualizada em 01/07/2019 às 06h00min

Governo e Prefeitura encaminham ações e projetos para Macapá

Entre as pautas estavam mobilidade urbana, infraestrutura e relações institucionais para ajustar demandas de obras e serviços da cidade.

Portal Amapá
Waldez Góes disse que encontros como esse reforçam o diálogo para concretizar a entrega de obras e serviços à população. (Marcio Pinheiro/Secom)

Gestores e técnicos do Governo do Amapá e da Prefeitura de Macapá voltaram a se encontrar dessa vez no Palácio do Setentrião, para encaminhar ações e projetos em benefício da população na capital. Entre as pautas estavam mobilidade urbana, infraestrutura e relações institucionais.

Na área de mobilidade urbana foi tratado sobre o projeto de uma ciclovia no trecho que compreende o Monumento Marco Zero do Equador até a Orla do Araxá. Para a construção da ciclovia, há a necessidade de manutenção no trecho. Esses detalhes de como será feita a manutenção foram tratados entre a Secretaria de Estado de Transporte (Setrap) e a Secretaria Municipal de Obras (Semob) a fim de que ela seja iniciada o mais breve possível.

Foram avaliadas as frentes de trabalho de pavimentações que estão sendo executadas na cidade e, reforçado como prioridade nas agendas institucionais. Gestores e técnicos da Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa) e Semob colocaram em pauta o mapeamento que precisa ser feito dos pontos de vazamento que, porventura, prejudiquem o andamento dos serviços.

A Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) também participou do encontro para que verificasse ajustes no fornecimento de energia elétrica. Relações de trabalho, diálogo e competências jurídicas também seguiram como temas da reunião.

Outra pauta foi a revitalização de arenas de esporte. Os técnicos do governo e prefeitura identificaram que existem 29 em Macapá que precisam de intervenção. Algumas serão revitalizadas com gramas sintéticas com recursos de emendas federais.

Sobre a revitalização do Sambódromo e da Cidade do Samba, o estudo base de custo da obra deve ser concluído nos próximos 30 dias, segundo a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf). O estudo apontará as readequações necessárias na parte sanitária, rede elétrica e prevenção e combate a incêndios.

“Esses encontros enaltecem o canal de diálogo entre os órgãos municipais e estaduais, pelo qual, traçamos metas e construímos grupos de trabalho para entregar obras e serviços à população”, reafirmou o governador Waldez Góes.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »