01/07/2019 às 16h00min - Atualizada em 01/07/2019 às 16h00min

Produtores conhecem técnicas para melhorar qualidade do queijo manteiga

Oficinas têm a participação de 15 mestres queijeiros do Amapá e Pará, que produzem queijo à base de leite da búfala.

Portal Amapá
Na oficina foram produzidos cerca de 10 quilos de queijo manteiga em duas horas de aulas teóricas e práticas. (Gabriel Penha)

Umas das oficinas mais concorridas do Circuito TecnoAgro foi sobre a utilização do leite da búfala na produção do queijo manteiga, que ocorreu no Parque de Exposições da Fazendinha.

O queijo manteiga à base de leite da búfala é muito produzido no Amapá e na Região do Marajó (PA) e tem sua qualidade reconhecida, por ser mais saudável em relação aos demais leites de outras espécies de gado. Tem cerca de 40% menos colesterol e 7,5% maior teor de gordura não saturada, além de ser um leite mais denso, e com isso, apresenta mais rendimento no momento da produção de seus derivados. As oficinas têm participação de 15 mestres queijeiros da região Amapá e ilhas do Pará.

O cenário atual mostra que o produto já tem apreciadores em todo o território brasileiro e até mesmo na Europa. A interação entre produtores do Amapá e Pará, maiores produtores de búfalo do país, é mais uma etapa de qualificação e melhoramento do queijo manteiga.

De acordo com Ribamar Marques, coordenador do curso e pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) no Pará, o processo é um aperfeiçoamento para que os pequenos produtores tenham um produto com melhor qualidade, e assim, evidenciem uma renda mais ampla. “Essa oportunidade que o Governo do Amapá passa a esses pequenos produtores é uma chance para eles melhorarem seus negócios dentro de propriedade menores”, destacou Marques.

 

Entre as técnicas apresentadas durante a capacitação, os participantes conheceram métodos de higienização e embalagem do queijo. “Apresentamos novos recipientes e pequenos detalhes na higienização do material que farão, no fim, o produto ter melhor qualidade e mais aceitação no mercado”, completou Ribamar.

Na oficina foram produzidos cerca de 10 quilos de queijo manteiga em aproximadamente duas horas de aulas teóricas e práticas. Iracilda dos Santos, produtora de queijo no município de Cutias do Araguari, disse que o treinamento foi importante, pois agregara conhecimento. “Cresci fazendo queijo, mas nunca havia participado de um curso e aprendi que podemos melhorar o nosso produto com uma limpeza simples ou mesmo usar utensílios como um saco de algodão durante a prensa da coalhada, mas as técnicas são as iguais”, pontuou.

Marcilei Sanches é do município de Porto de Moz (PA) e participou da oficina para aprender um pouco mais sobre a produção de queijo. “Sempre podemos aprender mais e, por isso, estou aqui, pois quero vender mais e colocar para o mercado um produto melhor. Com esses novos conhecimentos, podemos ter um produto mais saboroso”, analisou Marcilei.

A maior parte do queijo manteiga comercializado no Estado é proveniente dos municípios de Amapá e Cutias do Araguari, além da região do Marajó.

 

Circuito TecnoAgro

O Circuito TecnoAgro é um conjunto de feiras de negócios realizadas em todos os espaços disponíveis para a exposição do potencial agropecuário do Amapá. É voltado para pequenos, médios e grandes produtores, além de instituições financeiras e de insumos que atuam no setor agrícola e da pecuária, como forma de incentivar e contribuir para a expansão do setor produtivo por meio de ciência e tecnologia. Esta edição encerra o circuito de feiras e agrega a 2ª ExpoBúfalo e 1ª ExpoLeilão, atividades com foco comercial e de geração de renda.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »