21/07/2021 às 15h53min - Atualizada em 21/07/2021 às 15h53min

Chile autoriza uso emergencial da vacina Sputnik V contra covid

No Brasil, imunizante foi liberado para compra, distribuição e uso com certas restrições

Com informações poder 360
Foto: Shamil Zhumatov/Reuters

O ISP (Instituto de Saúde Pública, órgão regulador do Chile) autorizou o uso emergencial da vacina russa Sputnik V nesta 4ª feira (21.jul.2021). O imunizante é o sexto aprovado no país e será destinado para a proteção de quem tem mais de 18 anos.

Mulheres grávidas, lactantes ou pessoas com problemas imunológicos não poderão receber a vacina, já que, nenhum estudo clínico foi realizado no país entre esses grupos. As informações são do jornal chileno La Tercera.

Em maio, o diretor do ISP chegou a afirmar que não via evidências de problemas de segurança com a vacina. Heriberto Garcia se baseou, na época, nos dados coletados na Argentina e no México que  mostraram que os casos de efeitos adversos da Sputnik V não foram maiores do que entre os chilenos vacinados com imunizantes da Pfizer ou da CoronaVac.

Além do Chile, Argentina e México, o uso emergencial do imunizante foi aprovado na América Latina pelo Paraguai, Bolívia, Venezuela, Guatemala, Honduras, Nicarágua e Panamá.

Já no Brasil, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou em junho a importação excepcional e temporária da vacina russa primeiro, para os Estados do Consórcio Nordeste e depois, para mais 7 Estados brasileiros: Rio Grande do Norte, Mato Grosso, Rondônia, Pará, Amapá, Paraíba e Goiás.

A liberação prevê a compra e a distribuição dos imunizantes com certas restrições. Todas as doses que chegarem ao Brasil precisam ser liberadas pelo INCQS (Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde) e a vacina só poderá ser utilizada em adultos saudáveis.

Além disso, relatórios regulares devem ser enviados à Anvisa sobre os resultados da vacina. A agência poderá também suspender a autorização a qualquer momento se considerar necessário.

Na 3ª feira (20.jul.2021), os governadores do Consórcio Nordeste anunciaram que 1,1 milhão de doses da vacina Sputnik V estão previstas para chegarem ao Brasil na próxima 4ª feira (28.jul.2021). Ao todo, 1,6 milhão de doses do imunizante serão importadas pelo grupo.


Notícias Relacionadas »
Comentários »