02/07/2019 às 18h00min - Atualizada em 02/07/2019 às 18h00min

Estado libera licenças para execução de obras do Luz para Todos em mais três municípios

Licenças foram liberadas para a Eletronorte fazer ligações em Ferreira Gomes, Tartarugalzinho e Amapá, para levar energia 24h a comunidades isoladas.

Portal Amapá
Waldez Góes entregou as licenças na Secretaria de Planejamento. (Marcelo Loureiro / Secom)

O Governo do Estado do Amapá (GEA) concedeu  três licenças ambientais para que a Eletronorte execute obras do Programa Luz Para Todos nos municípios de Ferreira Gomes, Tartarugalzinho e Amapá. Os serviços compõem as 11.730 ligações, que serão feitas para levar energia 24h para comunidades isoladas de 12 municípios amapaenses.

Nesta primeira etapa, as obras correspondem em aproximadamente 6 mil novas ligações. A Eletronorte ainda aguarda a liberação do restante das licenças para dar continuidade às ligações nos demais municípios..

Paralelamente a esse serviço, a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) segue com 5.274 novas ligações nos municípios de Calçoene, Oiapoque, Vitória do Jari e Mazagão. O objetivo é atingir 17.004 , beneficiando cerca de 68 mil pessoas em todo o Estado.

O licenciamento para as obras foi um dos encaminhamentos da agenda coordenada pelo governador Waldez Góes com gestores e técnicos da Eletronorte e CEA nesta sexta-feira. A entrega das licenças aconteceu na Secretaria de Estado do Planejamento (Seplan), em Macapá. “Vamos seguir com essa agenda para dar celeridade aos projetos que existem em comum entre os órgãos, dando uma resposta mais rápida para a população”, frisou Góes.

Outros assuntos que estiveram em pauta foram a ampliação do setor energético, expedição de novas licenças ambientais, projetos de telecomunicação e questões patrimoniais e financeiras em comum entre Eletronorte e CEA.

A agenda de trabalho entre o governador do Estado e os técnicos da Eletronorte e CEA deverá se tornar recorrente. Na próxima semana, as equipes voltam a se encontrar para definir novos encaminhamentos para o setor energético do Amapá.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »