29/07/2021 às 12h00min - Atualizada em 29/07/2021 às 12h00min

Mulher que aplicou piercing na orelha de cadela e divulgou em rede social é indiciada por maus-tratos em Macapá/Ap

Tutora do animal alegou que usou um cateter fino e que aplicou pomada anestésica no animal, antes da aplicação.

Polícia Civil
Foto: Polícia Civil
Nesta terça-feira, 27, a Polícia Civil do Amapá, por meio da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Meio Ambiente (DEMA), concluiu inquérito policial e indiciou uma mulher que aplicou um piercing na orelha de sua cadela, pela prática do crime de maus-tratos aos animais.

De acordo com a Delegada Lívia Pontes, um boletim de ocorrência on-line foi registrado pela vice-presidente de uma ONG, comunicando que a indiciada divulgou nas redes sociais que havia aplicado um piercing na orelha de sua cadela.

Em interrogatório, realizado por meio de videoconferência, a tutora do animal confessou ter aplicado o piercing em um studio onde trabalhava, localizado no bairro Nova Brasília, em Santana. Alegou que usou um cateter fino e que aplicou pomada anestésica no animal, antes da aplicação.

A Delegada explicou que o crime de maus-tratos contra animais possui várias modalidades, dentre elas, a execução de procedimentos invasivos sem os cuidados tecnicamente recomendados. A Delegada concluiu que a tutora do animal praticou três condutas de maus-tratos definidas pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária, na Resolução nº 1.236/2018.

A tutora do animal foi indiciada e o inquérito policial foi encaminhado ao Ministério Público para o oferecimento da denúncia.

Notícias Relacionadas »
Comentários »