30/07/2021 às 17h46min - Atualizada em 30/07/2021 às 17h46min

Bebê Israelense nasce com feto “gêmeo” dentro do estômago.

Ninguém sabe explicar ao certo porque o bebê nasceu com seu irmão dentro do estômago, mas alguns cientistas apontam para um caso de ‘gêmeo parasita’.

Com informações de Live Science.
Foto: Senhorita Fotografias
Jamais duvide do poder da genética, através dela coisas bizarras acontecem, como este bebê, que tinha dentro do estômago o feto de seu ‘gêmeo’. Os médicos logo perceberam que alguma coisa não estava certa quando realizaram o ultrassom antes do parto, pois o estômago do bebê parecia dilatado.

Conforme o The Times of Israel noticiou, logo após o nascimento, a criança sofreu uma bateria de exames, até que a surpresa estava mais perto do que imaginavam. As imagens diagnósticas revelaram que havia um feto parcialmente desenvolvido no pequeno órgão, e imediatamente realizaram uma cirurgia para a remoção do elemento intruso.

É muito estranho saber que o bebê carregava seu irmão dentro do estômago, mas para esses casos, utiliza-se o termo ‘feto em feto’. O significado é simples: uma condição em que um feto se desenvolve de maneira anormal no interior do corpo do gêmeo saudável, explicaram os médicos.

Entretanto, tal fato é extremamente raro, atingindo 1 a cada 500.000 nascimentos, conforme relatório divulgado pelo Journal of Surgical Technique and Case Report, em 2010. Ninguém sabe explicar ao certo porque o bebê nasceu com seu irmão dentro do estômago, mas alguns cientistas apontam para um caso de ‘gêmeo parasita’.

O feto dentro do estômago do irmão pode ser uma ‘espécie de tumor’
Os gêmeos parasitas se formam quando os fetos fazem parte da mesma placenta, contudo, um é absorvido pelo outro no início da gestação. “Isso acontece como parte do processo de desenvolvimento fetal quando há cavidades que se fecham durante o desenvolvimento, e um dos embriões entra em tal espaço”, afirma Dr. Omer Globus, diretor de neonatologia do Centro Médico Assuta em Ashdod, Israel. “O feto interno se desenvolve parcialmente, mas não vive e permanece lá”.

Outra teoria enfatiza que o feto dentro do estômago do irmão é uma espécie de teratoma, ou seja, um tumor que pode conter todos os tipos de células de um embrião humano em estágio inicial. Todavia, um artigo de 2010 explica que a presença da coluna vertebral distingue o diagnóstico de ‘feto em feto’ do teratoma.

A boa notícia é que a cirurgia ocorreu da melhor maneira possível, o bebê já está se recuperando em casa sem nenhum intruso no interior de seu corpinho. Com certeza os profissionais envolvidos jamais esquecerão deste caso, afinal, quem imagina encontrar um feto dentro do estômago de um recém-nascido?

A ciência realmente impressiona e assusta, mas não há nenhuma maneira de deter todas as surpresas que ela prepara aos seres humanos!

Notícias Relacionadas »
Comentários »