24/08/2021 às 11h12min - Atualizada em 24/08/2021 às 11h12min

PF cumpre mandados de busca e apreensão na Secretaria de Cultura do AP e nas prefeituras de Calçoene e Cutias.

Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) investiga possível crime eleitoral nas eleições para governo no ano de 2018.

Com informações da PF
Foto: PF/Divulgação
Em apoio a ação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), realizada na manhã desta terça-feira, (24), a Polícia Federal cumpriu três mandados de busca e apreensão no estado do Amapá: um na Secretaria Estadual de Cultura (SECULT) em Macapá e outros dois nas prefeituras de Calçoene/AP e Cutias/AP.

O objetivo é apreender cópia integral de onze convênios assinados entre a SECULT e oito prefeituras de municípios do interior do estado. 

Em Calçoene e Cutias, foram buscadas cópias das Programações de Desembolso o Ordens Bancárias relativas a convênios firmados entre o Poder Executivo das duas cidades e secretarias estaduais. Estas, somadas, chegam a quase 900 mil reais.



A Polícia Federal (PF) detalhou que os mandados de busca foram determinados em função de tanto a Secult, quanto as prefeituras, terem se negado a fornecer os documentos quando solicitadas.



Ainda segundo a PF, a ação do Tribunal Regional Eleitoral teve origem a partir de uma investigação judicial proposta pelo diretório regional do Partido Socialista Brasileiro (PSB), por possível cometimento de abuso de poder político e de autoridade em favor de candidatos eleitos a governador e vice nas eleições de 2018, o que teria favorecido ambos naquele pleito.

Notícias Relacionadas »
Comentários »