30/08/2021 às 13h10min - Atualizada em 30/08/2021 às 13h10min

Ciclista tem pés e todos os dedos das mãos amputados ao ser atingido por explosivo deixado por criminosos em mega-assalto em Araçatuba/SP

Três pessoas morreram e, pelo menos, cinco ficaram feridas em ação criminosa.

Com informações do G1
Foto: Arquivo Pessoal

Um morador de Araçatuba (SP) teve os dois pés e todos os dedos das mãos amputados após se aproximar de um explosivo deixado por criminosos que atacaram agências bancárias na cidade, na madrugada desta segunda-feira (30). O rapaz de 26 anos estava em uma bicicleta quando houve a explosão.

Os criminosos espalharam explosivos por, pelo menos, 20 pontos da cidade. Segundo a Santa Casa, a vítima foi levada ao centro cirúrgico e precisou ser intubada.

Segundo a Polícia Militar, os artefatos possuem algum tipo de sensor para serem ativados. O capitão da PM, Alexandre Guedes, diz que equipes especializadas da corporação estão investigando o funcionamento desses artefatos.


"A gente está em contato com o Gate, policiais altamente especializados para saber como funciona. Mas a informação inicial seria com sensores. A gente não sabe se é sensor de movimento, por aproximação. A gente está aguardando as informações exatas do Gate que está lidando com esses pontos onde foram deixados os artefatos para dificultar o trabalho da Polícia Militar", explica o capitão.

"Agora, todo o trabalho da Polícia Militar é para preservar vidas, inativar esses explosivos, verificar se tem alguém ainda feito refém, evitar que novos sejam feitos", completa Guedes.

Em um vídeo feito por uma câmera de segurança é possível ver um dos criminosos espalhando explosivo. No vídeo (veja abaixo) dá para ver que o artefato emite luzes de raio laser verde.

 

Mais feridos

A Santa Casa de Araçatuba recebeu nesta manhã cinco pessoas feridas por conta do ataque criminoso a bancos:

 

  • Homem 28 anos: baleado no abdome. Segue em atendimento e avaliações na Unidade de Emergência. Projetil não alojado. Quadro clinico: estável;
  • Homem 31 anos: baleado na face e braços. Precisou ser intubado. Quadro clinico grave, porém estável;
  • Homem 38 anos: baleado nas pernas, braços e cabeça (raspão). Precisou ser intubado. Devido a rompimento de artéria precisou ser levado para o Centro Cirúrgico para cirurgia de revascularização do braço direito. O procedimento começou as 10h e está em andamento. Quadro clinico: grave;
  • Homem 26 anos: sofreu amputações traumática nos dois pés e todos os dedos das mãos por explosivo. Também ferido por estilhaços no corpo. passou por cirurgia pela manhã. Segue na Unidade de Recuperação pós-cirúrgica. Quadro clínico grave.
  • Homem 45 anos: baleado na região glútea. Projetil não alojado. Foi medicado e já recebeu alta.

 

Ainda conforme o hospital, nenhum policial deu entrada com ferimentos.

 

O ataque

A quadrilha chegou por volta de meia-noite de segunda-feira no centro de Araçatuba. Três agências bancárias foram atacadas. Segundo a polícia, cerca de 20 homens em dez carros fizeram o ataque.


Os criminosos renderam moradores e os usaram como "escudo humano" sobre os carros. Veículos foram queimados em vários pontos da cidade e da região para impedir a chegada da polícia.

Até as 12h, três suspeitos tinham sido presos. Três pessoas morreram, dois moradores e um criminoso, que foi baleado em um confronto com a PM no bairro Taveira, na zona rural, durante a fuga.

A quadrilha usou drones para monitorar toda a ação, tanto na chegada na região central até a fuga pela zona rural da cidade.

 

 

 


Notícias Relacionadas »
Comentários »